Home Editoria Justiça WhatsApp quer lei das fake news concentrada em contas suspeitas

WhatsApp quer lei das fake news concentrada em contas suspeitas

WhatsApp quer lei das fake news concentrada em contas suspeitas
Foto: Reprodução

Jornal GGN – Uma alternativa ao projeto de lei das fake news aprovado no Senado Federal considera fazer o monitoramento das interações mantidas entre contas suspeitas, a partir de ordem judicial, ao invés de rastrear o encaminhamento da mensagem.

Diante do monitoramento das contas, o serviço passaria a registrar, dentro do período autorizado pela Justiça, todos os números com os quais o usuário entrou em contato e quem entrou em contato com ele.

Os conteúdos das mensagens não seriam registrados, e sim os contatos e dados de envio. Outra opção seria obter informações sobre os grupos em que determinada conta está presente.

Uma alternativa em moldes semelhantes foi apontada em nota técnica da Coalizão Direitos na Rede, que reúne diversas organizações e se mostra a favor de mudanças no projeto.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, este ponto tem causado polêmica no projeto aprovado no Senado Federal e agora está em debate na Câmara dos Deputados. Tal proposta deve ser defendida pelo WhatsApp em audiência pública programada para a próxima segunda-feira (27/07) na Câmara.

 

Leia Também
No Paraná Pesquisas, Bolsonaro vence Lula e Moro no 2º turno de 2022
Clarín: Apesar dos 84 mil mortos na pandemia, Bolsonaro recupera imagem
The Guardian: Nova Zelândia venceu o Covid-19 confiando em líderes e seguindo conselhos

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Sair da versão mobile