Aos que lutam na linha de frente para que um país tenha vida (ou menos sofrimento), por Eduardo Ramos

Penso que SEMPRE QUE PUDERMOS, devemos demonstrar esse apreço, essa admiração, e nossa gratidão!

Obra de João Timane

Aos que lutam na linha de frente para que um país tenha vida (ou menos sofrimento)

por Eduardo Ramos

Esse breve texto, que me orgulho de escrever é uma pequena-grande homenagem a dois grupos de brasileiros que, cada um a seu tempo e com seu objetivo, enfrentaram autoridades perversas, tacanhas, criminosas muitas vezes, para lhes atrapalhar os passos se achassem que seu projeto de poder seria prejudicado.

Ou seja, esses brasileiros foram perseguidos APESAR DE ESTAREM CUMPRINDO NOBRES FUNÇÕES, porque autoridades covardes os desvalorizaram e tentaram mesmo boicotar suas falas e ações, às vezes pela intimidação canalha, fora da lei.

Refiro-me aos profissionais de saúde, nesse período de pandemia, e aos jornalistas da mídia independente, de 2014 até hoje: ambas as categorias tiveram pessoas armadas em suas portas, agressões verbais e físicas por grupos de pessoas que os odeiam e ao que fazem, às vezes, perseguições sistemáticas e opressivas do Ministério Público e do Judiciário, e a única diferença entre eles, trágica, muito trágica, é que pelo tipo de guerra a que se dedicam, os profissionais de saúde tiveram em seu meio o único tipo de perda irreparável, irrecuperável – a morte de milhares de mulheres e homens dignos, que perderam a luta para o inimigo invisível, o COVID-19.

Mas, é interessante notarmos, que o grupo dos jornalistas independentes é, provavelmente, o melhor e mais aguerrido aliado dos nossos médicos, enfermeiros, etc. São eles que divulgam o genocídio dos profissionais de saúde, durante meses e meses, sem proteção adequada. São eles que divulgam p número correto dos mortos, se o governo tenta boicotar essa contagem, são eles que denunciam o dinheiro público jogado no ralo por corrupção ou compras superfaturadas, são eles, enfim, que buscam por todos os meios a VERDADE, para mostrá-la à sociedade, combatendo assim a FARSA, a sordidez das Fake News, do governo demente, mentiroso e bestial.

Cada jornalista que enfrenta bolsominions ou as instituições fascistas desse governo em prol de notícias verdadeiras, é um herói que nos ajuda com a verdade dos fatos. É um “pequeno iluminador da realidade”, para que possamos enxergá-la!

Cada médico, enfermeiro, auxiliar, que cuida dos nossos queridos e vão às redes de comunicação dizer: “usem máscara, isolem-se, não acreditem em tratamentos precoces não aprovados pela ciência”, nos ajuda a conter mais um pouco a pandemia, nos ajuda a conscientizar o rebanho irresponsável e/ou bolsonarista, que desprezam as regras mais simples de proteção…

Penso que SEMPRE QUE PUDERMOS, devemos demonstrar esse apreço, essa admiração, e nossa gratidão!

Pense, só um minuto, ESSE BRASIL DE BOLSONARO, sem a coragem da turma da saúde, sem a coragem da turma do jornalismo independente…

O horror que vivemos, sei que parece difícil acreditar, seria muito, muito pior!

Obrigado a cada um de vocês, razão desse artigo, de coração, por tudo o que fizeram e têm feito por nós!

Nunca poderemos lhes pagar uma dívida tão infinita…..

Um forte abraço a cada um de vocês!!!

.

(eduardo ramos)

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora