Bolsonaro é produto do antipetismo, por Vitor Fernandes

Bolsonaro é produto do antipetismo, por Vitor Fernandes

O PT errou bastante, como já sabemos. Se aliou à tudo quanto é setor da direita, dos coronéis, etc. mas o antipetismo não se deve aos erros do PT, mas a seus acertos!

A corrupção, acreditem, já existia antes do PT, e já era em larga escala. Não há nenhuma evidência de aumento da corrupção durante o governo do PT. Chamo de evidência, estudos sobre a corrupção, não casos isolados ou mesmo vários casos de corrupção, pois isso já ocorria antes, nos governos do PSDB, etc.

Por que então de um antipetismo tão fervoroso como vivemos hoje? O que explica isso?

Tivemos durante os governos do PT e particularmente durante o governo Dilma um completo massacre midiático. Todos os dias tinha notícias nos jornais, TVs, etc. contra o governo. E isso não é informação solta. Tem um estudo coordenado pelo professor de ciência política Dr. João Ferres, do Instituto de Estudos Sociais e Políticos (ISEP/UERJ), que comprova esse massacre midiático, através da enorme quantidade de notícias contrárias ao governo e ao PT, mesmo em períodos de crescimento econômico e melhora nos indicadores sociais.

Soma-se a isso os canais no youtube e páginas no facebook, como o MBL, financiados por institutos liberais estadunidenses, que por sua vez, são bancados por bilionários deste mesmo país, para difundir o pensamento liberal (de direita) no Brasil.

Esses são alguns dos principais responsáveis pela chuva de fake news que vivemos atualmente. E, se repararmos, a imensa maioria dessas notícias falsas são contra a esquerda. E ataca-se mais o PT, por ser o maior partido de esquerda. Ocorreria o mesmo com qualquer partido do espectro da esquerda que tivesse força e/ou estivesse no poder.

A grande mídia, corporativa, pertencentes a poucas famílias da elite brasileira junto a esses grupos bancados por bilionários estadunidenses produziu com esse massacre midiático, que resultou no o ódio ao PT.

Leia também:  Um salto no escuro, por Izaías Almada

E esse ódio ao PT foi capitaneado por Bolsonaro. Ele próprio já se apresenta, espertamente, como o candidato “anti-PT”.

Não acho que a direita tenha produzido Bolsonaro intencionalmente. Acho que foi mais acaso, pois não se tem controle do produto das informações, do produto do massacre midiático. Era para o PSDB ter capitaneado esse ódio ao PT, mas o tiro saiu pela culatra e eles acabaram produzindo o Bolsonaro.

Então, quem produziu Bolsonaro foi a grande mídia, aliada e membro das elites brasileiras, não foi o PT.

Sejamos justos: o PT errou muito, mas Bolsonaro não é culpa do PT, mas da direita e das nossas elites que não admitem ver o “andar de baixo” chegar à universidade! O PT sofreu um massacre midiático por seus acertos. Não por seus erros! Qualquer governo de esquerda sofreria esse massacre. Mais ainda se fosse realmente um governo de esquerda e não de coalizão de centro, como foi.

Agora, corremos o risco real do fascismo e da barbárie que já começou a acontecer… lutemos! 

Estudo que comprova o massacre midiático: http://www.manchetometro.com.br/

Vídeo do Jornal “O Independente” que comprova o financiamento do MBL: https://www.youtube.com/watch?v=3rbZaoqPIbw

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

5 comentários

  1. Nem todo condenado é culpado assim nem todo culpado é condenado

    Lula está preso não porque cometeu crimes. Se a prática de crimes fosse suficiente para condenação e punição de criminosos, Aécio Neves e Michel Temer não estariam livres, leves e soltos, exercendo impunemente o poder, eles estariam presos.

    A prática de crimes não é nem mesmo necessária para condenar e punir alguém, pois se assim o fosse, o Lula não estaria preso. Lula está preso pelos acertos do PT.

  2. “Ocorreria o mesmo com

    “Ocorreria o mesmo com qualquer partido do espectro da esquerda que tivesse força e/ou estivesse no poder.”

    Concordo. O político poderia se chamar Getúlio, Juscelino, Jango ou Brizola, ao invés de Lula ou Dilma.

    O partido, ao invés do PT, poderia ser o PTB de Getúlio e Jango, o PSD de Juscelino ou o PDT de Brizola.

    O importante não é a forma, mas o conteúdo.

    “mas Bolsonaro não é culpa do PT”

    As elites das classes dominantes passaram do ponto. E isso “não se deve aos erros do PT, mas a seus acertos”.

    Elas foram obrigadas a ir longe demais para derrubar um governo desenvolvimentista, includente e soberano. E isso explica a força da extrema direita.

  3. Bastam apenas um soldado e um cabo para fechar o $TF

    Bem feito, $upremos Crápulas!

    Cria cuervos, y te sacaron los ojos.

  4. pt

    E ainda sobra espaço pra exarcebação do ódio, esta sim para além de análise ordinária.

    Ao identificar o ódio a LULA e ao  PT como dominante na política brasileira ouço de um

    colega médico (Santa Maria – RS) um petardo: “Pois eu odeio ESTE país”!!! E agora???

  5. dinamica do jogo

    Bolsonaro não foi planejado, a intenção era derrubar Dilma com Temer fazer uma preparação do pais para os tucanos chegarem vitoriosos nesta eleição, Bolsonaro é um intruso no jogo, O mercado percebeu que Alckimin estava derrotado e fechou com Bolsonaro, uma incognita, ele não é um bicho domesticavel,seu economista sim e a pessoa certo do mercado, aguardemos cenas do proximo capitulo.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome