FHC, entre o cinismo e o delírio, por Jeferson Miola

FHC, entre o cinismo e o delírio

por Jeferson Miola

FHC, presidente de honra e oráculo do PSDB, exibe sintomas claros de alguém em desconexão com a realidade. No artigo Uma candidatura agregadora [O Estado de SP, 3/9/2017], seu raciocínio oscila entre o cinismo e o delírio.

O partido dele, o PSDB, é co-autor do golpe de 2016 que derrubou Dilma, e sócio-fundador do “governo de ladrões” [cleptocracia, no grego] liderado pelo conspirador e golpista Michel Temer.

A despeito disso e das cenas escatológicas de corrupção da quadrilha que assaltou o poder, porém, FHC rememora o nascimento do PSDB como oposição às “práticas de conduta reprováveis” do PMDB [sic], e critica o que chama de “presidencialismo de cooptação” – justamente aquele do qual seu partido é o principal avalista e beneficiário.

Dono de um cinismo imbatível, FHC preconiza que “O importante agora será constituir um pólo democrático e popular que olhe para as eleições de 2018 com visão de futuro“.

Para ele, o PSDB não deve abandonar o governo de ladrões antes de 2018: “Se existirem divergências mais profundas e substantivas, que sejam explicitadas antes de um eventual ‘desembarque’ “.

Na sua visão, o PSDB deve continuar dando sustentação a Temer porque “É inegável que houve avanços nas áreas econômicas e nas da educação, da habitação e da infraestrutura, assim como na política externa“.

São hilárias tantas baboseiras escritas pelo “príncipe dos sociólogos” num artigo tão breve; é difícil crer que até mesmo os peessedebistas mais fanáticos e sectários possam levá-lo a sério.

Leia também:  Facebook continua semeando sementes da violência genocida, por Jamelle Bouie

Não é crível que alguém que defendeu o congelamento dos gastos sociais pelos próximos 20 anos para transferir fortunas monumentais ao sistema financeiro, causando o extermínio da população pobre, escreva que “a bandeira da igualdade ganha enorme força diante da desigualdade gritante prevalecente e deverá implicar em mais e melhor educação, saúde e segurança.

Soa falso FHC proclamar que”A moralidade pública e privada é um requisito para que as pessoas possam voltar a crer nos que governam“, quando o presidente do seu partido, Aécio Neves, continua presidindo o PSDB [licenciado, porém de fato], mesmo depois de ser flagrado recebendo R$ 2 milhões em propinas para repassar ao proprietário do helicóptero apreendido com 455 kg de pasta-base de cocaína [escândalo nunca investigado e apurado pela PF e MP tucanos].

Com esta trajetória cínica e delirante, FHC mancha sua biografia e perde o respeito formal e protocolar como ex-presidente do país, por mais nefasto que tenha sido do ponto de vista nacional e popular.

Não há inconveniente em se debater uma candidatura futura – ou “agregadora”, como defende FHC – desde que se debata isso com honestidade e seriedade.

FHC, contudo, com oportunismo quer dar um salto em direção ao futuro para escamotear as responsabilidades do tempo presente, pelas quais ele e seu partido devem responder:

 – foram perpetradores da farsa do impeachment para derrubar ilegalmente a Presidente Dilma através do parecer do senador tucano Antonio Anastasia, das Minas Gerais de Aécio Neves;

Leia também:  E pur si muove! Como devem ser tratadas as análises sobre o futuro, por Rogério Maestri 

– os parlamentares tucanos foram relatores da reforma trabalhista que viabilizou o pacto de dominação escravocrata no Brasil [Ricardo Ferraço/ES no Senado e Rogério Marinho/RN na Câmara];

– o senador tucano José Serra/SP foi autor da Lei que permitiu a entrega da exploração das áreas do petróleo de águas profundas [pré-sal] para as petroleiras estrangeiras;

– o deputado tucano Paulo Abi-Ackel, das Minas Gerais do Aécio Neves, elaborou o parecer que impediu o STF de julgar Michel Temer flagrado cometendo crime de corrupção no Palácio Jaburu;

– no Itamaraty, os tucanos atuam como cônsules dos EUA na América do Sul, defendendo os interesses norte-americanos em detrimento da integração regional e da inserção soberana do Brasil no mundo.

[isso tudo sem mencionar a atuação dos tucanos no Judiciário – Gilmar, Dallagnol, Moro, PF etc]

FHC e os tucanos carregarão à eternidade a marca de sangue nas mãos pelo golpe do qual foram veículo para a concretização da influência e dos interesses estrangeiros no país.

Se tivesse um milímetro de honestidade intelectual e política, FHC deveria pedir desculpas ao povo brasileiro, ao invés de proclamar idéias delirantes e desconexas no debate público.

Quem começa ler o artigo do FHC fica com a impressão de que ele vai concluí-lo propondo a expulsão do Aécio Neves do PSDB, a saída do PSDB do governo de ladrões chefiado pelo Temer, a retirada do apoio para a destruição da previdência social.

Mas não, FHC não faz isso; por isso sua credibilidade é nula.

8 comentários

  1. FHC fica ótimo se calado como

    FHC fica ótimo se calado como Magda. Abriu a boca, e lá vem extravagâncias.

    Não se pode dizer que o Príncipe da Privataria está senil, porque não é disso que se trata. Todavia, suas declarações nas diversas aparições são como um delírio. É como se estivesse fazendo valer aquelas outras declarações mais antigas sobre nordestinos, sobre aposetnados, entre outras, desqualificando-os, enquanto se pensa superior à raça humana.

    Foi a partir da derrota de Aécio que o PSDB deu seus primeiros passos para a descida da ladeira. Caiu feito um tonto. 

    Vemos agora um bando de tucanos, como Carlos Sampaio, antes tão assemelhados a Demóstenes Torres, caladinhos e quietos como o goiano. Falar o quê? Que Temer é um M.? Que não era bem isso que desejavam após o impeachment de Dilma? 

    O Brasil está sendo vendido aos estrangeiros; o povo se sente abandonado, perdido, sem rumo e FHC não quer assumir que seus comparsas de privatarias são os responsáveis por tudo que estamos vivenciando? 

    Dória já disse a que veio por meio de sua postura própria de um canalha em relação ao padrinho político. Alkmin deve sentir, na alma, que sua candidatura servirá pra muitos escrachos do povo brasileiro. Vai dar com os burros n’água.

    O que FHC deveria fazer, se fosse humilde, e um político respeitoso com sua história, seria reconhecer seus erros e o de sua tropa, e considerar que o PSDB tá morto, sendo velado na sala, sem que a família enxergue que deva enterrá-lo antes que apodreça de vez.

  2. Exame de sanidade mental

    Será que não seria importante pedir um exame de sanidade mental de alguns políticos, como o FH por exemplo.

    Estão pedindo esse exame do presidente dos Estados Unidos.

    Acho que o FH deveria ser submetido a esse exame já que cada dia, cada semana, ele fala coisas

    contraditórias e sem nexo com a realidade.

    Pena que esse sociólogo esteja doente, pois poderia contribuir para alguma coisa

    neste país que se tornou, depois do golpe, um verdadeiro “bacanal”, onde os juízes pintam e bordam, onde o presidente é chamado de ladrão, sem mostrar nenhuma reação… e dos paneleiros que continuam a apoiar, a agora participam da maior corrupção que se tem notícia no Brasil. 

  3. TÁ TUDO NA INTERNET!!! É CTRL

    TÁ TUDO NA INTERNET!!! É CTRL C – CTRL V PESSOAL!!!!

    o velho decrépto caduco fernandinho clinton boca de caçapa, sempre foi, desde sua juventude, um blaujobista de four internacional. É um abilulado que está por cima porque bósta bóia, a exemplo de vários outros “fernandinhos” que observamos vida afora em todos os setores. fernandinho bláu bláu jobista de four, é ferramenta mantida, bancada e blindada pelos espertalhões que precisam de um criminoso mentalmente débil e apátrida, para atingirem e manterem seus objetivos, como os norte americanos por exemplo. 

  4. Uma biografia destruída, e

    Uma biografia destruída, e ele sabe disso…. Resta-lhe essa patética farsa, seguir falando a um público que lhe é cativo, por empatia de classe social, quando então, e exclusivamente nesse mundo-matrix em que vive escondido de si mesmo e seu fracasso existencial, recria os falsos espelhos de seus enganos todos…… 

  5. TÁ TUDO NA INTERNET!!! É CTRL

    TÁ TUDO NA INTERNET!!! É CTRL C – CTRL V PESSOAL!!!!

    o velho decrépto caduco fernandinho clinton boca de caçapa, sempre foi, desde sua juventude, um blaujobista de four internacional. É um abilulado que está por cima porque bósta bóia, a exemplo de vários outros “fernandinhos” que observamos vida afora em todos os setores. fernandinho bláu bláu jobista de four, é ferramenta mantida, bancada e blindada pelos espertalhões que precisam de um criminoso mentalmente débil e apátrida, para atingirem e manterem seus objetivos, como os norte americanos por exemplo. 

    As delações premiadas de 78 executivos da odebrecht revelam que o psdb se relacionou com o departamento de propinas da empresa de modo fiel a seu estilo: cada um dos comandantes regionais do partido tratou dos próprios interesses. Assim, a empresa teria feito pagamentos individuais e separados aos senadores aécio neves e jose serra, e aos governadores geraldo alckmin e beto richa bem como ao ministro de relaões exteriores aloysio nunes ferreira, entre outros tucanos como para o próprio presidente fernado henrique cardoso.

    E cabe lembra, serra e aloysio são da ala do psdb  paulista ligada ao fernando henrique cardoso – cujas campanhas à presidencia da republica em 1993 e 1997, teriam recebido doação não contabilizadas, segundo o patriarca Emílio Odebrecht. Há outra, esta comandada por geraldo alckmin tambem alvo de um pedido de investigação solicitado por fachin.

     

                    

  6. Fernando Henrique e sua novilingua

    Fernando Henrique Cardoso aposta, amparado pela imprensa nacional, de que reescrevendo a historia sera assim que ela sera conhecida. Pobre FHC… Apoiou e corroborou com o golpe que levou o Brasil à essa situação dramatica e agora quer limpar a propria barra dizendo que seu partido nao tem nada a ver com tudo de ruim que aconteceu, mas que agora esta ajudando o Pais a melhorar. Acontece que não são todos os cidadão que têm apenas dois neurônios, seu Fernando.Tem muita gente que esta caindo na real da desgraça que se abateu sobre nos e o PSDB, se cair nas mãos de Doria, vai implodir de vez.

    • Implodir ou tirar a máscara.

      Afinal de contas eles entregaram primeiro para Aécio,( que não difere muito de Dória) deixando sempre o esquálido Serra nos bastidores fazendo todo o serviço sujo, de entregar o país, privatizando e criando o estado mínimo. Tudo isto com o verniz de FHC, que  apenas dá brilho, mas deixa sempre transparente as entranhas deste partido. Em São Paulo terceirizaram para Alckmin o bárbaro, sabor xuxu.  Entregar tudo a Doria (cracolandia)  é apenas uma continuidade, sendo que FHC, vai ao final dizer que não tem nada a ver com esta escolha, como não tem nada a ver com o golpe, como não tem nada a ver com nada.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome