Lula é culpado?, por Vitor Souza

Lula se tornou com essas políticas um dos políticos mais populares do mundo no fim do seu mandato. A grande mídia, iniciou um massacre contra ele, o PT e a esquerda em geral (mais que de costume).

Lula é culpado?, por Vitor Souza

Primeiramente, isso é pouco importante nesse contexto. Pode parece absurdo, mas vou explicar meu ponto de vista.

Não estamos falando de uma pessoa ou político qualquer. Estamos falando de um dos maiores nomes da esquerda latino-americana, do cara que foi o presidente mais popular da História do Brasil (desde que temos pesquisas pra isso), chegando a 87% de aprovação no final de seu segundo mandato.

Lula, representa a esquerda para a maioria dos brasileiros, sendo isso verdade ou não. Lula é maior até que o PT, seu partido. Sua popularidade é bem maior que a do PT.

O povo é personalista. Reconhece os políticos pela cara, pelas frases de efeito e sim, também pelos efeitos de suas ações em sua vida prática. Está pouco se lixando para os partidos, não confia neles. Sequer sabem como eles funcionam.

No governo Lula (2003-2010), houve redução das desigualdades sociais (embora pequena), teve pobre andando de avião, cursando ensino superior, comprando em shopping, etc. Me enquadro em tudo isso aí. Entrei na UERJ em 2003 com cotas para estudantes de escolas públicas e vivi esse processo.

Lula conciliou com as elites o quanto pode. Morro de raiva dele por isso! Mas seu governo promoveu a ascensão de pobres à “nova classe média” (num conceito completamente rebaixado, mas vamos lá…), redução da pobreza e quase extinção da miséria. Mesmo que a elite lá de cima, aqueles 1% não também tenha ganhado bastante. Como o próprio Lula disse: ”Os bancos nunca ganharam tanto dinheiro quanto no meu governo”.

Mas a classe média tradicional não perdoou ter que conviver com pobre em aeroporto, preto em universidade, pobre comprando carro e aumentando os engarrafamentos, etc.

Leia também:  São Paulo, um estado refém da ditadura técnica, por João Batista Tavares

Lula se tornou com essas políticas um dos políticos mais populares do mundo no fim do seu mandato. A grande mídia, iniciou um massacre contra ele, o PT e a esquerda em geral (mais que de costume). Existem estudos sérios que comprovam isso. A economia se deteriorou e a popularidade do Lula, da Dilma foram baixando. As elites políticas e econômicas resolveram governar sem a participação da esquerda e deram um golpe na presidenta Dilma, eleita democraticamente. Colocaram um governo direitista sangue puro (MBD, PSDB,PP, etc), sem qualquer interferência da esquerda, que está cumprindo a cartilha neoliberal mais rigorosamente que o que manda o FMI, OIT, etc. para se ter uma ideia da ferocidade das “reformas”. Mas falta eliminar a possibilidade do retorno da esquerda ao poder. É preciso massacrar o partido que para o povo personifica a esquerda, o PT e mais que isso, seu líder e símbolo maior: Lula.

Um recado histórico seria dado: os primeiros governos de esquerda em 50 anos terminaram com uma presidenta impedida (por pedaladas fiscais, que absurdo! rs) e um presidente preso por corrupção. Reforçando assim, o que a direita fala da esquerda desde sempre: a acusa de ser mais corrupta. Afinal, desde que pobre vota, a direita não pode mais falar em eleição que vai ferrar com ele… tem que inventar outro argumento e o da corrupção é ótimo, junto com a religião.

Lula se envolveu em corrupção? Pelo que eu saiba, não há provas. Investigaram a vida dele toda, até um pedalinho de R$2.000 e não têm provas, apenas convicções de um procurador fundamentalista cristão, num processo todo manipulado, viciado, parcial, etc.

Leia também:  A lógica da Guerra Fria no séc. XXI, por Rogério Mattos

Quero dizer que Lula não fez nada de errado? Não. É perfeitamente possível que tenha feito algo. Mas não tenho provas e como disse no início, isso é o que menos importa nesse contexto em que Aécio, amiguinho do Moro, é inocentado depois de um áudio em que fala em matar o primo para abafar um esquema de corrupção, depois que o presidente Temer mandou enviar uma mala com pagar mesada ao Cunha (bandido, sabido por todos) não abrir a boca. Entre tantos outros absurdos que temos visto depois do golpe.

Por que Lula é tão atacado? Tudo bem, teve gente da direita que foi pego também, mas frente ao Lula, eram pessoas sem importância.

É preciso apunhalar a esquerda. É preciso mostrar para o José da esquina que político tem que ser gente branca, que nível superior, velho com uma mulher gata de trinta, “classudo”, que fala difícil. Política não é coisa de “paraíba”, de gente que fala errado, de “criolo”, de pobre, de preto, de mulher, que esquerda no poder, “dá merda”. É melhor deixar a elite de sempre governar.

Tem que se matar o imaginário de um (ex) pobre que virou um dos políticos mais populares do mundo e melhorou a vida de outros pobres.

O que é um tríplex que nem é tão caro assim para um ex-presidente, frente a tudo que relatei? Lembrando que não há provas contra Lula. Apenas convicções.

Leia também:  Da cumplicidade silenciosa da sociedade que acolhe as práticas genocidas de Witzel e Doria Jr, por Eduardo Ramos

Os protestos da direita nunca foram contra a corrupção, visto que quando o PT saiu dos poder, as panelas cessaram, a ação do Moro não é contra a corrupção, visto que ele protege o PSDB. A ação do Moro é contra a esquerda.

Lula não está sendo perseguido por seus erros, mas por seus acertos em prol dos pobres.

Ah, só pra deixar claro: só votei no PT no primeiro turno em 2002.

O texto de 07/2017 adaptado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora