Não mexa nos meus privilégios!, por Cristiane Alves

Não mexa nos meus privilégios!

por Cristiane Alves

Estamos observando espantados uma turba vociferante e “repentinamente politizada” grunhindo para manter ou aumentar seus privilégios como dobermanns guardando seus territórios. Faço essa analogia sem medo de ser ofensiva. Dobbermann é uma raça canina criada por um coletor de impostos alemão com o objetivo de defender o patrimônio pecuniário que transportava. A raça, oriunda de cruzamentos, é, portanto, miscigenada.

Condicionada à segurança, é leal, combativa e obediente. E, embora seja xenófoba, é dócil com amigos e familiares. Lembra uma turma aí, não é?

O cenário nacional está bem canino, em tudo se assemelha, vide a raiz de verbetes como canalha e cínico.

Muitos ostentando suas Raças puras e linhagem milenar (que não sabem ao certo qual é, mas certamente é europeia e nobre, claro). A grande massa é pobre, sem raça definida, observando os privilegiados rosnar e latir forte e longe, nem sabem que, adaptados, são mais resistentes e felizes, precisam de pouco e festejam o que tem. A maioria ainda se encolhe com o ladrar altissonante daqueles poucos e torcem por suas sobras.

Um dia, os vira-latas hão de descobrir que matilha que luta é alcateia, e aí não vai ter pra ninguém.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

  1. Os Privilegiados e seus Lambe-Botas são uma minoria barulhenta

    Será que é hoje o dia da onça beber água?

    Será que o Morro vai descer antes do carnaval?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome