O que fizeram os grandes juristas?, por Olympio Sotto Maior Neto

Como aceitaram a supressão de direitos que se constituíram produto de civilização dos povos?

O que fizeram os grandes juristas?

por Olympio Sotto Maior Neto

Eu sempre me perguntei: o que fizeram os grandes juristas alemães quando do avanço e instalação do nazismo no poder?

E como se sentiram na sequência ao aplicar as regras jurídicas advindas do nazismo, especialmente aquelas que determinavam o encaminhamento às câmaras de gás das pessoas cujo crime era não pertencerem à “raça ariana” ou aos calabouços aquelas que, pela manifestação de opinião, colocavam em risco o “são sentimento do povo alemão”?

Como conviveram com a prática cotidiana de violência e extermínio dos judeus, dos negros, dos ciganos, dos homossexuais, entre outras minorias?

Como aceitaram a supressão de direitos que se constituíram produto de civilização dos povos?

Não há dúvida de que o imobilismo importa clara (e às vezes perversa) opção política no sentido não só da manutenção do “status quo”, mas, também, de não se desenvolver esforços para impedir o retrocesso civilizatório, permitindo indisfarçável marcha rumo à barbárie!

O futuro certamente cobrará o que nós, defensores do regime democrático, fizemos para impedir a violação dos valores mais caros da sociedade brasileira, que tem como objetivo fundamental, sabemos, ser livre, justa e solidária!

O GGN prepara uma série de vídeos sobre a interferência dos EUA na Lava Jato. Quer se aliar a nós nesse projeto? Acesse www.catarse.me/LavaJatoLadoB

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora