Onyx Lorenzoni inventa a demissão para cima, por Luis Nassif

É admirável a capacidade de falar solenemente sobre o nada, de meter religião no meio, de elogiar o chefe Bolsonaro.

De todos os Ministros de Bolsonaro, apenas o inacreditável Abraham Weintraub consegue fazer frente a Onyx, o Fênix reverso.

Tem voz empolada. O mesmo modo empolado de falar para o espelho das lives, o sentimento de orgasmo de ver a própria imagem e ouvir a própria voz, escandindo as sílabas como quem tem uma batata na boca. E, principalmente, esse formidável jogo de cena a serviço de nenhum conteúdo. É admirável a capacidade de falar solenemente sobre o nada, de meter religião no meio, de elogiar o chefe Bolsonaro.

Ontem, demitido de um cargo relevante, o de Ministro-Chefe da Casa Civil, devido à sua total irrelevância, Onyx apresentou uma nova versão do chute para cima: no time de Bolsonaro não tem essa história de camisa especial. Vale para a mediocridade terraplanista do escrete.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Em possível reforma ministerial, Osmar Terra cai e Onyx é transferido de pasta

8 comentários

  1. Ele não tem porque mudar a estratégia. Para ele,um anão político,ter todo este destaque é mais do que sempre sonhou. O problema é para o país. Não merecemos gente desse naipe por maior que seja o castigo que façamos jus.

  2. É verdade que o Fabrício Queiroz telefonou para o $érgio Moro, implorando pelo Amor de Deus, que o $érgio Moro inclua seu nome das listas dos mais procurados?

    É que ele diz que a pior vida é melhor do que a morte.

  3. Ele agora tem uma nova missao, integrar o “ministério da porta dos fundos”, lugar por onde sairá em breve, sem ser notado, no anonimato.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome