Dilma anuncia que vai pedir plebiscito por reforma política

Jornal GGN – Em reunião esta segunda-feira (24) com governadores e prefeitos das capitais das 27 unidades federativas, a presidenta Dilma Rousseff anunciou no Palácio do Planalto, em Brasília, que irá pedir um plebiscito popular convocando uma reforma política.

Ela afirmou que irá atrás de propostas concretas e disposição para construir 5 pactos para o Brasil:

1- pacto por responsabilidade fiscal – Para construir uma economia estável e permitir o controle da inflação – Segundo a presidenta é importante no momento atual, na qual a crise global castiga diversos países, além de pedir uma aceleração na implementação da lei de avesso à informação;

2 – pacto pela reforma política, incluindo um plebiscito popular para aprovar a convocação de uma Constituinte específica sobre sobre o assunto, e a inclusão de corrupção como crime hediondo:  Dilma afirmou que percebeu que o tema entrou e saiu da pauta dos governantes diversas vezes. Ela acredita que essa iniciativa é fundamental e quer nova legislação que classifique a corrupção com penas mais severas, em todas as esferas administrativas e poderes da república.

3 – pacto pela saúde: “importação” de médicos estrangeiros para trabalhar nas zonas mais distantes e pobres do país, em uma situação emergencial, depois de oferecer a vaga aos médicos brasileiros. A presidente anunciou também novas vagas de graduação em cursos de medicina e novas vagas de residência médica – Dilma pediu para acelerar os investimentos já contratados, tanto em unidades básicas de saúde como em hospitais, e solicitou que os governantes permitam que hospitais filantrópicos possam trocar suas dívidas por atendimento;

4 – pacto no transporte público: Dilma afirmou que o país precisa dar um “salto de qualidade no transporte públicos nas grandes cidades”, com mais investimentos em metrôs, VLTs e corredores de ônibus. A presidenta afirmou que o governo federal vai abrir mão do PIS e do Cofins no consumo no diesel dos ônibus e na energia elétrica destinada ao funcionamento dos VLT’s e metrôs e chamou os governantes municipais e estaduais a fazerem o mesmo. Anunciou ainda investimetnos de R$ 50 bilhões em mobilidade urbana;

5 – pacto na educação pública: pediu mais recursos para a educação. A presidente reafirmou a necessidade de que o Congresso aprove a destinação de 100% dos recursos dos royalties do petróleo para a educação;

A presidenta voltou a comentar a onda de manifestações que ocorre no país há duas semanas. Segundo Dilma Rousseff, “é preciso saber escutar as vozes das ruas. É preciso que todos, sem exceção, entendam esses sinais com humildade”.

Dilma já tinha falado sobre as manifestaçõems em pronunciamento pela televisão na sexta-feira, na qual anunciou que convidaria para copnbversar so representantes do MPL, além de governadores e prefeitos. Veja aqui o pronunciamento da presidente Dilma Rousseff desta sexta-feira (21):

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome