Kassab afirma “convicção em integridade pessoal” de Dilma

Ex-ministro das Cidades divulgou neste domingo a carta de demissão endereçada à presidente, após a maioria da bancada do PSD apoiar o impeachment

Jornal GGN – O ex-ministro das Cidades e presidente licenciado do PSD, Gilberto Kassab, divulgou na manhã deste domingo (17) a carta de demissão entregue à Dilma Rousseff (PT) na última sexta (15), após a maioria da bancada federal declarar apoio ao impeachment. A votação do processo de afastamento da presidente ocorre a partir das 14h de hoje, na Câmara dos Deputados.

Na carta, Kassab diz que a decisão da bancada o obriga a abrir mão de seu posto na Esplanada dos Ministérios, “independente do resultado” do impeachment, por configurar um conflito de interesses. Ele ainda afirmou que tem “convicção” na “integridade pessoal” da presidente e apontou que o PSD se esforçará para buscar o diálogo, a governabilidade e a unificação do País.

Dos 38 votos do PSD na Câmara, ao menos 30 são declaradamente contrários à permanência de Dilma na Presidência. Até o último dia 13, quando o partido fez o anúncio, ao menos 11 parlamentares ainda indicavam que votariam a favor do governo. A legenda não deve punir quem votar contrariando a diretriz da maioria da bancada.

Kassab era ministro desde janeiro. Abaixo, a carta na íntegra.

Brazília, 15 de janeiro de 2016

Prezada Presidente Dilma Rousseff,

Como é de seu conhecimento, além de ministro sou representante do Partido Social Democrático – PSD (hoje presidente licenciado). Assim, minha participação como ministro é, além do convite feito por V.Exa., resultado de decisão coletiva, fruto da manifestação de todos os Diretórios Estaduais, do Diretório Nacional e das bancadas da Câmara Federal e do Senado.
Ocorre que, como relatei pessoalmente a V.Exa. em recente conversa no Palácio do Planalto, o PSD decidiu, por maioria absoluta da nossa bancada federal, recomendar o voto pelo acolhimento do processo de impedimento que tramita junto à Câmara dos Deputados.

Diante disso, minha permanência à frente do Ministério das Cidades é insustentável, conflita com a decisão do meu partido e me leva a abrir mão do cargo, independentemente do resultado da votação do próximo domingo.

Como V.Exa. já reconheceu, há necessidade premente de um pacto nacional para que o País possa superar suas dificuldades políticas e retomar seu desenvolvimento. O PSD não apenas concorda, mas apoia e lutará com todas as suas forças por esse consenso. Agiremos na Câmara e no Senado com esse propósito.

Agradeço a V.Exa. a oportunidade de ter desenvolvido ao seu lado políticas públicas e projetos sociais essenciais ao País e declaro meu comprometimento permanente com programas como o Minha Casa, Minha Vida. A continuidade administrativa é um valor fundamental na garantia de direitos e a melhor forma de defender o legado dos governos. Ser ministro de Estado do meu país foi uma honra e um privilégio na minha vida pública.

Nosso partido, o PSD, é claramente a favor de um País cada vez mais justo e democrático. Defendemos com vigor a convivência e harmonia entre as diferentes posições como garantia da governabilidade. Portanto, seguiremos trabalhando para a construção de consensos que permitam ao País atravessar mais esse momento instável, sempre com respeito à Constituição e aos valores republicanos.

Tenho convicção da sua integridade pessoal, de seu compromisso democrático com nosso País e de sua serenidade diante de tantas adversidades. Despeço-me na certeza que o Brasil sairá mais forte e unido desse processo.

Atenciosamente,

Gilberto Kassab”
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome