Petrobras aumenta preços de combustíveis nas refinarias

Preço da gasolina e do diesel será aumentado a partir de amanhã nas refinarias, mas reajuste não necessariamente chegará ao consumidor  (Rovena Rosa/Agência Brasil)

da Agência Brasil

Petrobras aumenta preços de combustíveis nas refinarias

Por Vinícius Lisboa – Repórter da Agência Brasil  Rio de Janeiro

A gasolina e o diesel comercializados para as distribuidoras nas refinarias são do tipo A. Os produtos vendidos ao consumidor final, nas bombas dos postos, são uma composição que mistura esses combustíveis do tipo A com biocombustíveis. Os preços médios divulgados pela Petrobras para as refinarias também não contabilizam a incidência de tributos.   

O reajuste não necessariamente chegará ao consumidor final porque o preço nas refinarias não é o único fator determinante do preço final, uma vez que distribuidores, revendedores e produtores de biocombustíveis têm liberdade de preço no mercado de combustíveis.

Na nota que anuncia o reajuste, a Petrobras explica que os preços para a gasolina e o diesel têm como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais desses produtos, mais os custos que importadores teriam.

“A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos”, diz o texto.

Edição: Kleber Sampaio

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

  1. Repense, recuse, reduza, reutilize, recicle – serve pra tudo

    No dia 22 de abril de 2018, em que o Brasil completa 518 anos de invasão européia, também chamada Descobrimento, será comemorado o Dia da Terra. 

    Abaixo, vídeos sobre o tema deste ano, o fim da poluição causada por plástico, e sobre o Dia da Terra desde seu início, em 1970. 

    Dicas para reduzir o uso de plástico:

    – recuse a oferta ou venda de sacolas plásticas e em seu lugar reutilize as que já possui e passe a utilizar sacolas de pano ou de material biodegradável retornável: SACOLA DE PLÁSTICO SÓ QUANDO INDISPENSÁVEL

    – substitua embalagens plásticas por equivalentes em vidro, tecido e outros materiais biodegradáveis; dispense embalagens secundárias para produtos já suficientemente embalados, inclusive pela natureza (na compra de alimentos in natura) 

    – não apenas embalagens mas os próprios produtos devem ser preteridos em formato plástico se houver alternativa em material menos hostil ao ambiente e à saúde pública; se não houver, que as empresas sejam comunicadas da necessidade de oferecê-la

    – como consumidor, faça valer sua voz e comunique a fabricantes e provedores de serviço sua preferência por material ambientalmente sustentável; dá trabalho mas é questão de hábito, do contrário a maximização de lucros  e a inércia em promover mudanças será sempre o caminho de quem é empresário/a e consumidor/a antes de ser cidadã/o. 

    – não há revolução sem sacrifícios. Eu já me despedi, definitivamente, de produtos pela embalagem plástica, desde inocentes, mas nem tanto, doces, biscoitos e até sorvete. Tive recaídas. Mas manter a consciência de que quem erra no pequeno erra no grande é um bom freio para as tentações onipresentes da vida junk moderna urbana; pensar também no que de bom você pode fazer com o dinheiro em lugar de pulverizar em produtos, de resto, desnecessários, funciona como inibidor. É mais que consumo consciente, é a forma como decidimos levar a vida e nos responsabilizar pelas nossas escolhas e decisões. Ou seja, é trabalho diuturno dos homo sapiens sapiens, o preço da aventura como bípede com a possibilidade de consciência.  

    PRATICAR OS ATUAIS 5 R’s – REPENSAR, RECUSAR, REDUZIR, REUTILIZAR E RECICLAR

     

    Programa Democracy  Now! – “Earth Day 2018: Ending Plastic Pollution in the Oceans, Land & Our Bodies”

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=yfmTT4kDGb0%5D

    https://www.youtube.com/watch?v=yfmTT4kDGb0

     

    Canal do Museu (US)Americano de História Natural – “Earth Day 1970 – 2017: What’s Changed?”

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=xClCgciaSYM%5D

    https://www.youtube.com/watch?v=xClCgciaSYM

     

    Canal do Museu (US)Americano de História Natural – “Earth Day 1970 – 2018: Sea Changes”

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=k1a622tjkeo%5D

    https://www.youtube.com/watch?v=k1a622tjkeo

     

     

    Canal “Programa Água Brasil” – “Resíduos Sólidos” [comentário: O Canal tem vídeos curtos e muito bons sobre sustentabilidade, vale a visita]

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=MiuIckYJfQY%5D

    https://www.youtube.com/watch?v=MiuIckYJfQY

     

    Canal do Instituto Akatu – “De onde vem? Para onde vai? – sacolas plásticas”

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=AXrIWrJL0bw%5D

    https://www.youtube.com/watch?v=AXrIWrJL0bw

     

     

    Sampa/SP, 20/04/2018 – 22:38

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome