Pré-sal brasileiro é um dos mais produtivos do mundo

Jornal GGN – O desenvolvimento da exploração do pré-sal brasileiro tem sido rápido na comparação com outros campos em águas ultraprofundas ao redor do mundo. Apenas oito anos após a primeira descoberta, a produção já supera 400 mil barris de petróleo por dia. No Golfo do México, por exemplo, demorou 19 anos para atingir o mesmo nível, na Bacia de Campos, 16 e, no Mar do Norte, nove. De acordo com Anelise Lara, a gerente executiva da Petrobras para a área de Libra, a produção acumulada no pré-sal atingiu a marca de 343 milhões de barris de petróleo e gás equivalente (boe).

Um dos motivos da eficiência é a diminuição do tempo de perfuração dos poços da região. Em 2006, a Petrobras levou 134 dias para perfurar totalmente o primeiro poço. Em 2013, esse tempo caiu para 60 dias.

A expectativa é que até 2020 a produção supere a marca de 2 milhões de barris por dia. Até lá, a representatividade do pré-sal na produção total deverá dar um salto dos atuais 16% para 53%. A produção total deve ser de 4,2 milhões de barris por dia.

Para isso, a Petrobras planeja investimentos no período 2014-2018 na casa de US$ 153 bilhões, dos quais US$ 23 bilhões serão destinados à exploração e 27% disso, US$ 6,4 bilhões, apenas para o pré-sal. Outros US$ 112 bilhões, serão investido em produção, com 64% (US$ 71,8 bilhões) para o pré-sal. Os US$ 18 bilhões restantes irão para infraestrutura.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Os agentes do FBI que ajudaram a Lava Jato contra Petrobras e Odebrecht

1 comentário

  1. Pois é… mas os interesses

    Pois é… mas os interesses brasileiros referentes ao Pré-Sal seguem sendo colocados em risco pela oPÓsição (que pretende entregá-lo aos EUA em troca de propina), pelos Black Blocs (versão gringa para o Brasil da ‘primavera árabe’ que desorganizou a Síria e a mergulhou numa guerra civil) e pela esquerda retrô (que enfrenta a PM nas ruas como se estivéssemos numa ditadura, aumentando o barulho da mídia desnacionalizada contra o governo). Em algum momento estes merdas terão que ser silenciados. E quando isto ocorrer não ficarei surpreso ou triste. 

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome