Em plena crise fiscal, Minas aprova super-aumento do funcionalismo

Em dois turnos recorde, a proposta do governador Romeu Zema ampliou o benefício para além da Segurança Pública, como os demais servidores

Foto: Plenário/Clarissa Barçante/ALMG

Jornal GGN – Um super-aumento nos salários dos servidores da segurança pública foi aprovado, de maneira célebre, pela Assembleia de Minas Gerais, nesta quarta (20). A proposta havia chegado há pouco mais de 10 dias nas mãos dos deputados, que deram prioridade para aprovar a medida o mais rápido possível.

A proposta partiu do próprio governador de Minas, Romeu Zema (Novo), em meio a uma severa crise financeira do Estado, ampliando os gastos com o funcionalismo e representa um precedente de risco fiscal. E não somente os servidores da segurança foram contemplados com a medida, como também a emenda apresentada no segundo turno da votação permitiu chegar a 70% dos servidores públicos.

São funcionários da Segurança Pública, Ipsemg, Agricultura, Educação, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Transporte, Obras Públicas e Cultura, Ciência e Tecnologia, além de servidores do Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas, Ministério Público, Defensoria Pública e da própria Assembleia de Minas.

O texto demorou apenas 11 dias para ser analisado e aprovado em primeiro turno, nesta terça-feira (18), e no dia seguinte a aprovação em segundo turno já era concluída.

Com a decisão, as contas do Estado que já ocupam quase metade com o funcionalismo, a dívida fiscal mineira, que já supera os R$ 93 bilhões, deve chegar a R$ 13,29 bilhões neste ano.

Mesmo consciente do problema financeiro do Estado, o governador Romeu Zema mostrou que não deve voltar atrás nos gastos com o funcionalismo. Como “saída”, ele sugere que Minas adere ao plano de recuperação fiscal do governo federal, mesmo que os pré-requisitos exigem que o estado solicitante não faça mais reajustes. Essa aprovação da Assembleia de Minas foi um reajuste de gastos.

O reajuste chega a 41,7%, com aumento escalonado até 2022. Até terça, o projeto incluía somente a segurança, mas as emendas permitiram essa extensão às demais categorias.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

  1. Em plena crise fiscal, governador de Minas concede aumento de quase 50% à segurança publica enquanto para 70% dos servidores amargaram um, aumento Medíocre.” Esta que deveria ser a Manchete”

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome