Governo vai pagar R$ 3,8 bi em pensões para filhas de militares

Do Sul 21

União irá gastar R$ 3,8 bi com pagamento de pensões a filhas de militares em 2016

Somente com o pagamento de pensões vitalícias a filhas de militares e servidores das Forças Armadas, o governo federal irá gastar cerca de R$ 3,8 bilhões em 2016, informou nesta segunda-feira o jornal O Globo citando dados do Ministério da Defesa enviados à Comissão do Orçamento. Ao total, 185.326 pessoas usufruem do benefício concedido por Marinha, Exército e Aeronáutica, o que corresponde a 27,7% do total de pensionistas e 36,25% do efetivo de militares.

O pagamento de pensão a filhas de militares foi extinto em 2000, mas só vale para servidores que entraram nas forças a partir daquela data. Quem já estava no quadro, tem o direito de pagar um adicional de 1,5% em sua contribuição previdenciária e assim manter o benefício. Com isso, estima-se que este regime se mantenha deficitário pelo menos até 2080, quando, segundo estimativa do governo, deve chegar a R$ 7,5 bilhões.

O benefício também foi pago para filhas de servidores públicos não casadas até dezembro de 1992.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

41 comentários

  1. Nunca entendi a razão de

    Nunca entendi a razão de PENSÂO para as filhas de militares quando as mães já não estão vivas. Pagar até estas atingir a maior idade seria justo. . Agora, a perpetuidade é um tremendo abuso abuso. 

    • Desculpinha

      Já li sobre o assunto, que pela vida militar, viajando por diversos lugares do país ou no exterior, dificulta que as filhas possam casar e formar família. Assim, elas são compensadas enquanto solteiras.

      Eu sei! Também acho um absurdo!

      Tudo isso num tempo em que na previdência apenas entrava dinheiro. Agora são outros quinhentos.

  2. E o que é pior.
    Essas

    E o que é pior.

    Essas dondocas não criam nada, não produzem nada, não agregam nenhum benefício em  em prol do país.

    Muito pelo contrário, muitas delas vivem criticando o governo por causa do bolsa família.

    Maitê Proença é um exemplo disso.

    • caçarola

      Sr. Gilson,

      O dinheirinho dado às dondocas que nunca se casam (no papel) para não perder a boquinha é indispensavel.

      A cada vez que a presidenta vai à tv é uma obrigação patriótica bater panela. E as moçoilas não se poupam no fora PeTê!

      O numerário governamental se dedica tão somente a repor “os trem” de cozinha amassados nessa lide.

      Afinal ter panela rota em casa, ninguém merece, não é mesmo?

  3. Oh, gente, da pra falar mais

    Oh, gente, da pra falar mais baixo ai?

    Se os militares dos EUA escutarem isso eles invadem amanha de manha, so pra trabalharem no Brasil!

  4. O Brasil tem que enfrentar a

    O Brasil tem que enfrentar a cultura das bolsas-maitês e da carterinha de estudante  que até estudante tem (rs) . Mas que político teria a coragem pra enfrentar quem se beneficia dessas aberrações? Se se acabassem essas aberrações e se o governo agisse com determinação pra evitar os desvios em programas vitais – como o bolsa família – evitaria que desse margem a gente como um deputado do pp que quer cortar 10 bi do bolsa família. Justo um deputado do pp, o partido dos parasitas, o partido do paulo (maluf)  -rs 

    E o tragicômico é que essa lei é antiga, então parte-se do princípio de que na época em que ela foi feita a filha de militar não casada era , em teoria, virgem. Portanto, Maitê Proença, a mulher que mais ganhou dinheiro expondo suas partes íntimas, é virgem até hoje -rs. 

  5. juizes

    Esta é a “farra do boi” !

    Tem tambem os penduricalhos somados aos salários dos juizes e dos alto funcionários públicos.

    Tem as aposentadorias indecentes pagas ao fegaçe (vice de ÇERRA45 em 2038… viiiiiiixe!) e as bolsas PIG pagas às globobobos da vida.

    Se a farra do boi terminar, não precisa pedalar nem fazer plano de recuperação da economia.

  6. um entulho autoritário

    um entulho autoritário abominável…

    é por isso que há caso até casos hilarios de mulheres que permanecem

    solterias só pra receber eses benefícios de privilegiados.

  7. Porém…

    Os militares não são “culpados” por eventuais benefícios que lhes são concedidos pelas leis do país.

    Sendo  bem mais claro: no caso de “benefícios” pagos a juízes, quem define tais benefícios são os próprios juízes, como os auxílios e abonos que eles determinam para si, e que ultimamente têm recebido inúmeras críticas:

    http://jota.info/ministros-do-stf-cobram-julgamento-de-auxilio-moradia-para-juizes

    Nos casos de benefícios a militares ou a descendentes, tais benefícios são oriundos de leis aprovadas no Congresso. Não têm origem em decisões dos próprios militares.

    Para mudar tais leis, quem teria de agir é o Congresso, pelo que imagino. Mas, logo o congresso brasileiro, que gasta fortunas POR DIA (eram R$23 milhões, em 2013) para funcionar? Um congresso que tem se empenhado em  construir um Parlashopping ao custo de milhões? Que moral terá esse congresso para falar em retirar benefícios de militares? 

     

    • “Ou restaure-se a moralidade

      “Ou restaure-se a moralidade ou locupletemo-nos todos!”

      Bem por aí mesmo, a sua foi a melhor justificativa moral pras pensões de dondocas: culpa do congresso…

    • Governo vai pagar R$ 3,8 bi em pensões para filhas de militares

      Depende do Congresso, certo.

      Mas e o lobby que Todos (inclusive os militares) os poderosos fazem no Congresso quando vai-se votar alguma lei que os atinge?

       

       

       

       

  8. Tem até paneleiras entre as beneficiadas
    Entre as beneficiadas muitas são paneleiras.
    Afinal, elas sabem muito bem defenderem seus privilegios

    Gostaria de saber se os moralistas de plantão têm a dizer, tipo merval, azevedo, miriam, jabor.

  9. Nº 1.282 – fundamentado no

    Nº 1.282 – fundamentado no art. 5º, parágrafo único, da Lei nº 3.373/58, e em consonância com a jurisprudência do Tribunal de Contas da União, por perda da qualidade de beneficiária, por viver em união estável, cancelar a cota de 100% (cem por cento) da pensão temporária concedida a CATARINA GONTIJO DE SOUZA LIMA, na condição de filha solteira, dos proventos que percebia o ex-servidor JACY DE SOUZA LIMA, matrícula 111032, a partir de 01/06/2014.

  10. É um absurdo, mas cuidado…

    Vcs vao me jogar pedras, mas eu digo que, embora isso seja um absurdo, o que deveria ser extinto é apenas esse direito de continuar pagando um excedente e conservando a possibilidade de deixar pensao para filhas solteiras. Ou seja, se sejam possíveis novas pensoes. Mas eu diria para tomarem cuidado antes de pedir que um direito já usufruído seja retirado, acho isso um precedente perigoso. É um princípio de direito que nao se mexa com direitos já gozados, e um princípio que convém aos trabalhadores (sobretudo aposentados e pensionistas) conservar.

  11. Meu tio, tenente da Marinha,

    Meu tio, tenente da Marinha, morreu nos anos 80, deixando a pensão pra mãe, que após seu falecimento foi a filha quem passou a receber, como fará até morrer. Filha que tem um irmão. Ela mesma nunca quis saber de estudar, tão pouco de trabalhar, mas mesmo casada, pode dizer que nasceu com a bunda pra lua.

    Uma ex-cunhada até que trabalhou, mas até o dia em que Collor dispensou-a do órgão público. O pai, coronel, ao morrer, deixou a pensão de general pra mãe. Hoje essa filha, que também perdeu a mãe, vive das propriedades deixadas pelo general, e com a pensão também, claro.

    Também tive uma amiga muito bonita, jovem, que não se casava de jeito nenhum. É que o pai era conselheiro do TCE/RJ, e quando morreu deixou uma bagatela de pensão pra moçoila. 

    Minha cunhada, casada com um irmão, coronel do Exército, já divide a pensão, que foi do avô, e foi dividida entre a mãe e tias. Se meu mano morrer antes dela, ela receberá pensão do avô e do marido. 

    No caso dos militares das Forças Armadas, as mulheres, de todas as gerações, recebem e vão passando adiante após a morte para as outras, independentes de serem elas casadas ou não. No caso da filha do conselheiro, que, por sinal, já trabalhava no mesmo TCE com alto salário, parece que existia essa exigência dela ser solteira para poder ficar com a pensão do pai.

    Quantas moradias daria pra fazer com quase quatro bilhões de reais.

  12. Tanta aberracao neste pais.

    Tanta aberracao neste pais. Pensoes vitalicias, salarios milionarios na camara e senado, mordomias diversas, vereadores com salario, milhoes de cargos comissionados, e ainda outro sangramento pouco divulgado que eh o contrabando do niobio, que dizem chegavate 100 bi / ano. 

    Tantos escandalos que ai vemos q o pais eh muito rico p nao quebra..

  13. Eu conheço filhasde militares

    Eu conheço filhasde militares com familia mas que não se casam para perder a pensão.  È a bolsa inutilidade. Não trabalham, não se casam no papel  e ainda são ferrenhas críticas do bolsa família. Há muitas décadas atrás isso poderia fazer algum sentido, mas hoje o nome é malandragem as custas do contribuinte,

  14. Com R$ 3,8 bilhões daria para o exército financiar…

    Com R$ 3,8 bilhões daria para o exército financiar o desenvolvimento de um tanque de guerra de última geração. Uma espécie de Osório II. Ou então desenvolver um míssil de cruzeiro semelhante ao tomhawk americano, com autonomia de cerca de 2.500 Km. Isso sim seria patriotismo e amor à pátria. 

  15. Brincando com números…

    Não há nada entre o céu e a terra cuja essência permita dizer “verdades” como o fazem os números…

    3.800.000.000

    Mas, é importante fazer alguns questionamentos a esses 3.800.000.000.

    1 – É fato que, desde o ano 2000, os militares contribuem com 1, 5% do soldo, especificamente, para esse fim?

    2 – É fato que os militares, além dessa contribuição de 1, 5%, também contribuem em outro percentual para a Pensão Militar?

    3 – É fato que os militarres continuam a contribuir para a pensão, em dois percentuais, quando já estão na Reserva?

    4 – É fato que mesmo as pensionistas tem descontado os percentuais para a pensão militar?

    6 – É possível “pescar” no orçamento o valor que alcança as contribuições para a Pensão Militar?

    Podemos debater a moralidade da pensão que as filhas de miltares recebem, mas que o façamos com todos os números às claras.

    • bem colocado…

      sendo a lei de 69, caso 4 é que garantiu a transferências para filhas, independente de estarem casadas ou não

      sem falar que com a morte do pai, não necessariamente, por lei, filhas são incluídas na pensão

      um pouco diferente do que muitos pensam, pois pagam sempre, até pelos hospitais, especialistas e materiais

      • e somente para os dessa época…

        falam de mudanças a partir do ano 2000, mas até então o tempo de contribuição dos mais novos não dava sustentação

        e muitos não pagavam, podiam escolher entre pagar para ter os direitos, da lei antiga, ou não

  16. Esta notícia certamente deve estar errada.

    Não querendo entrar no mérito da questão, mas acho que está errada a notícia, os números não batem, pois em 2080, não deveremos ter 77.000 filhas de militares que entraram nas forças armadas antes de 2000.

    Para que em 2080 se gastasse R$7.500.000.000,00 com pensões imaginando uma pensão média do entorno de R$7.500,00, teríamos 76.923 pensionistas filhas no mínimo com 60 nascidas de pais que entraram com 25 anos em 2000 e tendo filhas com antes dos 45 após 2000. Como o exército não aumenta muito o seu quadro já há bastante tempo, porque nos dias atuais (2016) as filhas de militares que entraram antes de 2000 nas forças armadas vão ser o dobro das que nascendo de pais antes de 2000 e já faleceram?

     Ou seja, pelo cálculo teríamos as seguintes conclusões.

    1) Os militares mais novos são especialistas em terem filhas mulheres.

    2) Os filhas de militares mais novos terão uma expectativa de vida muito maior, pois em 2080 quando estarã com idades maiores do que 50 anos serão em maior número das que tem qualquer idade nos dias atuais(filhas que atualmente recebem pensão).

    3) Os militares serão a única categoria profissional que nos últimos 50 anos tem mais filhos que no passado.

    Certamente tem algum erro neste cálculo!

    Como não tenho os dados corretos, tais como, idade média de entrada nas forças armadas, número exato de militares que entraram antes e depois de 2000 e quantos filhos tiveram e ainda estão tendo, não posso fazer um cálculo preciso, mas algo me diz que o cálculo está errado. 

    Outra coisa, quem se preocupa quanto o Estado vai gastar em QUALQUER COISA em 2080!

    É uma notícia besta com objetivo simples de dizer que as Forças Armadas são previlegiadas.

    *Com a limitação de pensão para quem entrou em 2000, provavelmente por volta de 2050 (os pais teriam no mínimo 75 ou mais e as filhas 30 anos ou mais) a 2080 (os pais teriam no mínimo 105 anos ou mais e as filhas 60 ou mais)  haverá uma diminuição de pensionistas

    • Não entendi seus cálculos (ou estão incorretos).

      Permita-me questionar os valores apresentados por você.

      Na matéria há a informação de que os R$ 3,8 bihões são pagos a 185.326 pensionistas que incluem filhas e também servidores (não apenas filhas), o que daria uma média de R$ 20.504,00 para cada pessoa.

      Os R$ 7,5 bilhões de 2080 também se referem a filhas + servidoress e não apenas às filhas.

      Ou seja, essa sua estimativa de R$ 7.500,00 por pessoa tem que incluir também os servidores das Forças Armadas.

      E R$ 7,5 bilhões divididos pelo valor que vc estimou para cada pensionista (R$ 7.500,00) daria 1 milhão de pessoas (entre filhas e servidores). Bem mais que 76.923 pensionistas estimados por você.

       

  17. Esta tchurma toda tá precisando estudar…
    … melhor o assunto.

    E deixar de ser ignorante e preconceituosa.
    Além de otaria por cair no conto da groubo…
    Se forem pesquisar verão que existem muitos casos justos e dentro da lei e da boa moral.
    Srs e sras, menos, menos, muito menos…

    Que tal manter a postura crítica e continuar atento e pesquisando antes de escrever e opinar baboseiras no mesmo nível da inveja, falha SP e do estrumão ???

  18. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome