Temer quer cobrar BNDES, acabar com fundo soberano e abrir pré-sal

Jornal GGN – Em pronunciamento nesta terça-feira (24), o presidente interino Michel Temer anunciou medidas para conter o endividamento do governo e controlar o déficit público. Ele quer receber de volta empréstimos que o Tesouro fez ao BNDES entre 2009 e 2014.

No período, o governo colocou mais de R$ 500 bilhões no banco estatal como parte da política anticíclica, para elevar os empréstimos e estimular a economia. O presidente interino quer que o banco devolva R$ 100 bilhões, R$ 40 bilhões à vista e mais duas parcelas de R$ 30 bilhões.

O presidente interino diz que vai usar os recursos para abater a dívida pública que hoje equivale a 67% do Produto Interno Bruto (PIB). Ele afirmou que a medida vai garantir economia de R$ 7 bilhões ao ano para o Tesouro.

Michel Temer também pensa em acabar com o fundo soberanos, criado na gestão Lula como destino da sobra do superávit primário e dos royalties do pré-sal. “É uma coisa paralisada. Vamos talvez extinguir o fundo soberano e trazer esses R$ 2 bilhões para cobrir o endividamento do país”, disse.

Essas medidas, ele garantiu, dependem exclusivamente do Executivo. Mas há outras propostas que carecem de aprovação no Legislativo.

Por exemplo, a abertura da exploração do pré-sal para empresas estrangeiras, sem participação obrigatória da Petrobras, proposta do senador tucano José Serra. “Vamos apoiar esse projeto sem nos incomodar com críticas que virão”, disse Temer.

O governo também quer priorizar a votação do projeto de Aécio Neves, da Lei de Responsabilidade das Estatais, que estabelece critérios para a nomeação de presidentes dos conselhos de administração e diretores das empresas.

Por fim, o presidente interino quer propor ao Congresso Nacional uma emenda constitucional para estabelecer um teto para o crescimento dos gastos do governo. A ideia é limitar o crescimento da despesa primária, fixando como teto a inflação do ano anterior. “As despesas do setor público estão em trajetória insustentável”, afirmou. “Lá na frente vamos condenar o povo à dificuldade extraordinária”.

Leia também:  Déficit do setor público consolidado chega a R$ 188,7 bilhões

Com informações da Folha de S. Paulo

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

14 comentários

  1. 1. Diminuir a Divida/Pib para

    1. Diminuir a Divida/Pib para nao mexer nos juros?

    2. Entregar o Pre-sal.

    3. Manter nas estatais loteados o mesmo pessoal mesmo quando perder as eleicoes.

    4. Ai vai ter aumento de salario de uns, e nao de outros (professores etc).

  2. mais do mesmo.

    O fundo soberano que começou com 14 bi (acho que foi isso), hoje só ter 2 bi é muito pouco mesmo, o melhor é extinguir ou recaptalizar, o que seria impossível nesse momento.

    O governo acho que ano passado tentou algo parecido sobre a dívida do BNDES com o Tesouro, se não estou enganado tem a concordância de boa parte da equipe do Planejamento que a maioria é ligada ao PT, Nassif, também é melhor que CPMF ou  aumentar a CIDE em ano de recessão.

    Posso estar enganado, mas essas duas medidas já eram pensadas a tempos pelo governo, faltava apenas alguém bancar, no caso foi o Meirelles.

     

    • O melhor seria alongar o

      O melhor seria alongar o perfil da dívida e não reduzir o funding, o único, junto com os do FGTS,  de longo prazo para financiar as inversões num país carente de investimentos.

  3. Comecou o saque contra a

    Comecou o saque contra a nação, os larapios nem disfarçam, vão com uma sede ao pote vergonhoso, resta saber, o povo vai assistir ao roubo em silencio???

  4. para coxinha entender

    1- Golpistas e mídia alardeiam que Dilma deixou “herança mandita”;

    2- Golpistas e mídia berram que o buraco é muito maior do que Dilma falou (mesmo que não seja);

    2- Golpistas e mídia berram e choram dizendo que precisamos vender estatais para “salvar” o país;

    4- Vendem tudo, embolsam a grana e o prejuízo fica para nós.

     

    Copiaram?

  5. Pergunta: e quem não sabia

    Pergunta: e quem não sabia que isso ia acontecer? 

    Resposta: os milhões de acéfalos midiotizados que foram as ruas bradas pelo impeachmeant de Dilma.

    Moral da história: são culados, cúmplices no que vem por aí. Não tem perdão pra essa gente preconceituosa, ignorante, violenta e imbecil.

     

  6. Perai,
    Isso não seria uma

    Perai,

    Isso não seria uma pedalada? Não seria  a mesma coisa na essência – puxar dinheiro de um banco estatal para cobrir um rombo do governo.

    Antes que venham com juridiques, economeis ou com a constituição, não tenho a menor ideia se isso seria legal ou não. Refiro-me apenas ao principio norteador dessa transferência, ate porque não aceitei o argumento das pedaladas. Justamente por isso que não entendo como esse conspirador interino pode agora propor uma operação de salvação econômica com as mesmas características das que serviram de justificativa de fachada para a queda do PT.

    E muita cara de pau!!

    • QUE SE DANE O FUTURO
      É um roubo às claras, pois se trata de uma transferência de dinheiro de um banco público para o pagamento da dívida ao capital RENTISTA.

      É o neoliberalismo na veia: atrofia o Estado e engorda o sistema bancário privado. O capital produtivo e o trabalho se destinam paulatinamente ao lixo da história…

      E o futuro? Ora, o futuro que resolva suas questões… Nós não estaremos lá! Que se dane!

  7. Irresponsabilidade total,

    Irresponsabilidade total, absoluta, desse governo INTERINO, repito I N T E R I N O, com essas medidas para conter o déficit fiscal, hoje majorado artificialmente para justificar o que seria injustificável em condições normais.

    Como se subtrair as condições operacionais da única fonte de funding à longo prazo do país, o BNDES? Que lógica tem isso numa conjuntura de recessão? 

    A justificativa é ainda mais absurda: abater a dívida pública. Ora, pombas! Abater dívida pública com o nível dos juros na estratosfera? O rentismo descompromissado deve estar a essa altura soltando fogos. O que significa 40 bilhões frente uma dívida de mais de dois trilhões? 

    País nenhum paga divída, alonga. 

    Os fundos soberanos são uma garantia para eventuais crises cambiais, talvez a de natureza mais crítica numa economia aberta. Numa eventualidade de qualquer desarranjos na área externa, teríamos como nos safar. Outra medida demagógica e arriscada. 

  8. Atenção: agora o golpe é no Pré-sal!

    Atenção: agora o golpe é no Pré-sal!                

     ROMULUSTER, 24/05/2016 – 21:20ATUALIZADO EM 24/05/2016 – 21:24

     

    Já tratei da falácia da revisão da meta fiscal para 170 bilhões de reais nos últimos dias. O título daquele post, que reproduzo abaixo, é bastante ilustrativo:

    Um Estado para chamar de seu: a farsa da “herança maldita” e o álibi para gastar (consigo)

    De lá extraio a seguinte passagem-síntese:

    >> Percebem como ter um governo ilegítimo e fraco sairá caro para a sociedade? Percebem também quem pagará o famoso – e plagiado – pato nesse quadro?

    Pois é.

    Já percebi e os analistas estrangeiros também, como se depreende dos artigos indicados (…).LEIA MAIS »

  9. Esse senador golpista chamada

    Esse senador golpista chamada de Serra é uma pessoa que não pensa no Brasil. Quem apoia golpe não pode ser uma pessoa séria. Vivemos momentos tenebrosos em nosso país com uma parte do STF acusada de participar do golpe. Isso tudo foi tido por um dos fascistas apoiadores do golpe, o famoso fariseu Jucá. Esse golpista chamado de Temer que está sentado na cadeira da presidência da república, apoiado por uma mídia golpista e fascista. Tentam enganar a população ao inventar a herança maldita. Temos sim uma herança maldita: um governo illegítimo apoiado em tenebrosas transações vergonhosas. Jamais essa turma seria eleita. O povo precisa ir as ruas e convoncar os empobrecidos desse país a defender nossa pátria. Precisamos urgentemente restaurar os três poderes. Toda cinzânia precisa ser arrancada a fim de que nossa constituição e democracia seja protegida. Nunca vi tanta gente de má índole junta em nome de uma falsa legalidade. Isso é pior do que o golpe feito pelos militares. Não pode nunca uma árvore má dar bons frutos. Como falou de maneira clara e serena o nosso grande mestre: é pelo frutos que conhecemos a árvore. São lobos sórdidos em peles de cordeiros. Que Deus os der coragem e sabedoria para vencermos o golpe e os golpistas…

  10. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome