21 milhões de pessoas preenchem os requisitos, mas não receberão mais o auxílio emergencial

Segundo o G1, é possível ainda que uma fatia desses 27 milhões não receba todas as quatro prestações prometidas pelo governo

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O governo Bolsonaro vai deixar de pagar o auxílio emergencial a 21 milhões de brasileiros a partir desta terça (29).

O valor de R$ 300 reais, que será pago até dezembro de 2020 por causa da pandemia do novo coronavírus, chegará a 27 milhões de pessoas. Elas representam 56% dos 48 milhões de brasileiros que são elegíveis para o programa.

Segundo o G1, é possível ainda que uma fatia desses 27 milhões não receba todas as quatro prestações prometidas pelo governo.

As mães ainda continuarão recebendo o valor dobrado, no caso, R$ 600. No total, o governo gastará 9 bilhões ao mês até dezembro.

Segundo o último balanço, um total de 67,2 milhões receberam auxílio emergencial na primeira fase do programa.

Além das 27 milhões que serão contempladas na segunda fase, há também 16,3 milhões de beneficiários do Bolsa Família.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  MPF apoia trainee para negros do MagaLu e diz que ações como essa devem ser replicadas

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome