A CNBB e as eleições

(PS – Foi manifestação individual de um bispo e não da CNBB, ao contrário do que afirma O Globo).

João,

Segue abaixo a carta da CNBB, de 21/07, pedindo aos católicos que não votem no PT, partido, que segundo a CNBB, apóia a legalização do aborto. Eu não disse isso, nem concordo que seu use isso para desqualificar a candidatura de Dilma, quem disse foi a carta da CNBB assinada pelo bispo Dom Luiz Gonzaga Bergonzini.

O GLOBO – Eleições 2010Publicada em 21/07/2010 às 20h31mCom passagens bíblicas Em carta, CNBB pede que fiéis não votem em Dilma

http://oglobo.globo.com/pais/eleicoes2010/mat/2010/07/21/em-carta-cnbb-pede-que-fieis-nao-votem-em-dilma-917208359.asp

“Na atual conjuntura política o Partido dos Trabalhadores (PT) através de seu IIIº e IVº Congressos Nacionais (2007 e 2010 respectivamente), ratificando o 3º Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH3) através da punição dos deputados Luiz Bassuma e Henrique Afonso, por serem defensores da vida, se posicionou pública e abertamente a favor da legalização do aborto, contra os valores da família e contra a liberdade de consciência.

“Na condição de Bispo Diocesano, como responsável pela defesa da fé, da moral e dos princípios fundamentais da lei natural que – por serem naturais procedem do próprio Deus e por isso atingem a todos os homens -, denunciamos e condenamos como contrárias às leis de Deus todas as formas de atentado contra a vida, dom de Deus,como o suicídio, o homicídio assim como o aborto pelo qual, criminosa e covardemente, tira-se a vida de um ser humano, completamente incapaz de se defender. A liberação do aborto que vem sendo discutida e aprovada por alguns políticos não pode ser aceita por quem se diz cristão ou católico. Já afirmamos muitas vezes e agora repetimos: não temos partido mas não podemos deixar de condenar a legalização do aborto.”

Leia também:  Allan dos Santos deixa o Brasil e acusa ministro Barroso de prevaricação

Aqui matéria do site Canção Nova – site de orientação religiosa e católica

Domingo, 22 de agosto de 2010, 11h39

CNBB fala sobre eleições e aborto

http://noticias.cancaonova.com/noticia.php?id=277489

” Às vezes, sobretudo quando há segundo turno, a escolha se dá entre apenas dois candidatos. O que fazer se os dois são favoráveis ao aborto? Uma solução é anular o próprio voto. Quais as conseqüências disso? O voto nulo não beneficiaria justamente aquele que não se quer eleger? É uma escolha grave, que precisa ser bem estudada, e decidida com base numa visão mais ampla do programa proposto pelo candidato ou por seu Partido, considerando que a vida humana não se resume a seu estágio embrionário. “

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome