Alckmin confirma filiação ao PSB para ser vice de Lula

O evento público de filiação deverá ser realizado no próximo dia 23, em Brasília

Lula e Alckmin durante jantar em São Paulo. Foto: Ricardo Stuckert.
Lula e Alckmin durante jantar em São Paulo. Foto: Ricardo Stuckert.

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, ex-PSDB, anunciou na tarde desta sexta-feira, 18 de março, sua filiação ao PSB. A informação havia sido antecipada pela jornalista Mônica Bergamo meses atrás. Segundo a repórter, o evento público de filiação deverá ser realizado no próximo dia 23, em Brasília. Alckmin ainda deverá ser confirmado o candidato a vice-presidente na chapa com Lula (PT).

Ao comunicar sua decisão nas redes sociais, Alckmin fez uma homenagem ao ex-presidenciável Eduardo Campos (PSB), morto em um acidente aéreo durante a eleição de 2014. “O tempo da mudança chegou! Depois de conversar muito e ouvir muito eu decidi caminhar com o Partido Socialista Brasileiro – PSB. O momento exige grandeza política, espírito público e união”, escreveu Alckmin.

“A política precisa enxergar as pessoas. Não vamos deixar ninguém para trás [frase de Eduardo Campos]. Nosso trabalho para ajudar a construir um país mais justo e pronto para o enfrentamento dos desafios que estão postos está só começando”, acrescentou o ex-governador.

A decisão de Alckmin surge no final da semana em que a Folha de S. Paulo usou um inquérito já arquivado e uma delação não homologada pela Justiça para atacar a imagem de Alckmin. O jornalista Luis Nassif afirmou que a investida contra Alckmin parece uso do Ministério Público como “arma de guerra” eleitoral. Veja mais aqui.

O deputado federal Orlando Silva (PCdoB) afirmou que Alckmin começa a sofrer perseguição de setores do Judiciário e da grande mídia porque caminha para ser vice de Lula. “SURREAL! Os jornalões brasileiros ostentaram capas uma suposta propina paga a Geraldo Alckmin, “denunciando” um processo já arquivado. Como tucano, passou uma década e meia sem ser molestado. É o batismo do ex-governador no novo campo político. Seja bem-vindo, Geraldo.”

O PSB discutia uma federação com o PT para disputar as eleições de 2022, mas ainda não há avanços decisivos dos dois lados.

Na noite desta sexta, a partir das 20 horas, Luis Nassif entrevistará o presidente do PT em São Paulo, Luiz Marinho, que deverá comentar sobre eleições 2022.

Leia também:

1 – Delação não homologada pela Justiça atinge Alckmin perto de sua filiação para ser vice de Lula

2 – Falta Saulo de Castro Abreu no inquérito sobre as concessões

3 – Eleições 2022: Cenário “nebuloso” para Doria e “promissor” para Haddad e Tarcísio em SP, mostra Quaest

Assista pelo link abaixo:

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador