Ao vivo: simpósio Democracia, Educação e Ciência: para onde o Brasil está indo?

Evento acontece em Montreal (Canadá) reunindo temas sociais com a música brasileira

Jornal GGN – Acompanhe agora o primeiro dia do simpósio “Democracia, Educação e Ciência: para onde o Brasil está indo?”

Evento começa nesta quinta-feira (14) e termina no sábado (16), em Montreal, no Canadá, reunindo especialistas de diversas áreas, na Universidade Montreal.

A série de eventos terminará com um sarau com apresentação de sete artistas e um grupo musical.

 

Sobre o evento

Este Colóquio Internacional busca decifrar a crise política e social que está ocorrendo atualmente no Brasil, à luz da interface entre democracia e ciência, tentando superar as análises econômicas mais frequentes na imprensa tradicional. Mais especificamente, o Simpósio “Democracia, Educação e Ciência: para onde o Brasil está indo? O objetivo é pensar e discutir a situação política, combinando abordagens multidisciplinares e intersetoriais (mídias sócio-políticas, sócio-históricas e alternativas) sobre a evolução, situação e perspectiva da democracia e da ciência no Brasil.

Nesse sentido, será uma questão de propor respostas para as seguintes perguntas: A situação brasileira é única? Isso pode levar a um agravamento das tendências no trabalho? Qual o lugar do jornalismo investigativo no contexto do populismo político e da divulgação de notícias falsas? Ciência, democracia e inclusão: quais perspectivas para o contexto brasileiro?

A realização deste Colóquio multidisciplinar e intersetorial em Montreal, liderado por membros da comunidade UdeM, além de participantes do Coletivo Brasil-Montreal e da organização não governamental Comitê de Direitos Humanos na América Latina (CDHAL), associa-se a uma frente antifascista unida pela defesa dos direitos democráticos e sociais, com o objetivo de articular e unificar iniciativas setoriais, regionais e internacionais contra os atuais ataques do governo às liberdades democráticas e aos direitos sociais população brasileira, especialmente os mais pobres.

Leia também:  Caso Paraisópolis: PSOL protocola pedido para criar comissão externa para investigar mortes

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome