Assista a propaganda que o Banco do Brasil tirou do ar após reclamação de Bolsonaro

Presidente ficou irritado com a diversidade de estilos explorada na peça publicitária. Crise causou a demissão do diretor de Comunicação e Marketing do BB

Reprodução

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro (PSL) ligou para o chefe do Banco do Brasil Rubem Novaes para reclamar de uma campanha publicitária voltada ao público jovem, sem especificar os motivos para a irritação. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (25) na coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo.

A crise culminou com a demissão do diretor de Comunicação e Marketing do banco, Delano Valentim.

A peça publicitária de 30 segundos, focada no público jovem, apresenta vários artistas de estilos e características físicas diferentes. Todos aparecem em cenas distintas, fazendo poses para selfies.

Segundo informações de Jardim, o próprio presidente do BB confirmou que Bolsonaro ligou para falar da propaganda, mas também não justificou os motivos.

“O presidente Bolsonaro e eu concordamos que o filme deveria ser recolhido”, disse Novaes.

Assista abaixo o comercial completo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Sob Bolsonaro, TV pública exibe série que reescreve a história do Brasil

30 comentários

  1. INcrivel como este presidente do Banco do Brasil concorda com tudo que Bolsonaro diz, assim como seu companheiro de madeixas brancas, o presidente da Petrobrás. E não tem sequer vergonha de dizer que concorda.

  2. “O Banco do Brasil eh minha nega”, ganiu Bolsonaro…
    E foi lamber seu complexo de inferioridade enquanto cagava, que era o momento apropriado…

  3. Fugiram do padrão pela falta de estética dominante.
    São “pessoas diferenciadas” que não mereceriam ter conta em banco.
    Bolsonaro não conhece pessoas de verdade.
    Ele e os seus muitos seguidores vivem numa bolha estética onde todo mundo é lindo, branco, rico e bem vestido.
    O Brasil normal não o representa, MAS como ele também não representa o Brasil e os seus eleitores do Brasil profundo se vêem lindos, brancos, ricos e bem vestidos, está tudo certo.

  4. Diversidade é só ser diferente. Mas para esse governo que tem a cabeça de camarão ser diferente é andar para frente e para trás. Alejões da pátria.

  5. O Fim do Mundo começou e nem me avisaram.
    Arrisco escrever que JAMAIS, em tempo algum e lugar nenhum, se assistiu algo parecido com o que está ocorrendo neste nosso Brasil varonil. Nem é mais surrealismo: é assombração, das brabas, mesmo.
    Um presidente da República, do alto das suas responsabilidades para com um país de duzentos milhões de habitantes, quinze deles em idade ativa e desempregados, enfrentando imensas dificuldades em todas as áreas, metendo o bedelho na gestão de uma empresa bicentenária para vetar uma peça publicitária que tem por mote a diversidade no seu amplo aspecto (raça, opção sexual, idade etc.)?
    Afinal, qual será o limite para a degeneração? Aonde iremos parar nesse crescendo de insanidade?
    Se a audaciosa e irresponsável intromissão nos atos administrativos de uma empresa de economia mista com gestão autônoma já é um absurdo, o que dizer com relação à mensagem que passa o mandatário maior de uma nação que se quer civilizada quando, claramente, demonstra um ânimo preconceituoso e de aversão aos avanços civilizatórios, dos quais o respeito à diversidade é um dos seus apanágios?

  6. Golpe de mestre.
    Bolsonaro consegue, através dos lacradores, divulgar a propaganda estatal SEM GASTAR UM CENTAVO.
    Jair Bolsonaro é um gênio. Depois falam que ele não sabe nada de economia. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Sério? E se o tiro sair pela culatra? Se rolar um boicote? O que seria mais do que merecido. Fico com a opinião do prefeito de Nova York: Jair Bolsonaro é um homem perigoso. Seu racismo evidente, sua homofobia e suas decisões destrutivas terão impacto devastador no futuro do nosso planeta.’

      • só rindo desse povo idiota! Pode continuar, Bolsonaro, que seus eleitores estão adorando cada capítulo dessa novela…

      • só rindo desse povo idiota! Pode continuar, Bolsonaro, que seus eleitores estão adorando cada capítulo dessa novela…

  7. Tudo isso é fumaça para desviar a atenção.
    Estão tentando acabar com a Previdência Pública e os bancos vão meter a mão no FGTS. Isso é o que importa, no momento ! Não sejam babacas.
    Quem gosta de fumaça é chaminé !!!

    • No mesmo dia, entregam dezenas de poços de petroleo para as multinacionais… quase na surdina… é a “desmobilização”, apelido criado para não falar “entregue aos amiguinho$$$”… sempre tem “reca” em dólares, depositados nas Ilhas Cayman… sacumé… têm que garantir o futuro…

  8. Será verdade? Se for verdade este é o governo mais estúpido que este pais já teve e extremamente preconceituoso.
    Contra governos estúpidos e preconceituosos…
    Democracia absoluta
    Todo caos que vemos na politica, nacional e mundial, é por que tem pouca participação popular. Precisamos de uma reforma politica. O poder é corruptivo, quanto maior o poder maior a corrupção. Por isso que a politica tem que ter um controle maior do povo.
    Legislativo
    A primeira mudança seria no legislativo em seus vários níveis, onde os seus integrantes não seriam mais eleitos e sim sorteados entre os eleitores. Poderíamos começar com 50% do legislativo sendo nomeado desta maneira. A cada 2 anos haveria um novo sorteio para renovação do legislativo.
    Acredito que assim poderia aumentar o interesse do povo pela política.
    Por sorteio, este grupo de parlamentares seria bem heterogêneo, bem representativo da população brasileira.
    Com certeza, 50% destes parlamentares seriam de mulheres.
    Executivo
    Poderíamos eliminar as coligações partidárias. Cada partido apresentaria seu próprio candidato a Presidente, governador, prefeito e seus vices.
    50% do legislativo, o 50% não sorteado, seria eleito proporcionalmente aos votos dados aos candidatos do executivo.

  9. Ótimo. Muitos estão cansando dessa minoria ocupar espaço como se fosse maioria. Respeito a uma pessoa é uma coisa tolerar imposição da mídia o tempo todo é outra. Colocam como se tudo fosse só isso.

  10. Um absurdo … não vi nada demais na campanha … vi gente como a gente e mostrando um banco aberto a todos sem discriminar … apenas isso …. o presidente deveria olhar mais para o desemprego, hospitais caindo aos pedaços, médicos , policiais, professores insatisfeitos não apenas com os salários, mas com as péssimas condições de trabalho … Presidente precisamos de segurança , precisamos ser tratados com dignidade nos hospitais , precisamos de respeito e não de censura

  11. Censura de propaganda do Banco do Brasil. Desestimulo do turismo gay no país. Incentivo do turismo heterossexual. Proibição do estudo de filosofia e sociologia.
    Esta semana o vagabundo Jair Bolsonaro apenas confirmou o que eu disse em novembro/2018.

    “A derrubada de Dilma Rousseff criou o vácuo político utilizado por Jair Bolsonaro para ganhar a eleição. Assim que tomar posse ele pretende expandir esse vácuo de duas maneiras: esvaziando a presidência de suas prerrogativas governamentais e inventando para si mesmo o papel de censor supremo da moralidade e dos bons costumes do Reich bananeiro.”
    https://jornalggn.com.br/crise/os-primeiros-contornos-do-reich-bananeiro-foram-definidos/

  12. PESSOAL ISSO FOI DIVERSIONISMO,SÓ UMA DESCULPA PRA PÔR UMA PESSOA DA CONFIANÇA DELES PRA METER A MÃO NA GRANA DO BANCO, FOI ARMADILHA EM CIMA DESSE DIRETOR !!!

  13. Em minha opinião tem que dar um basta mesmo nesse tipo de publicidade. Tínhamos muita pluralidade, diversidade e o que precisamos hoje é de normalidade com ordem e progresso, quem quiser faça sua pluralidade do jeito que quiser, com dinheiro público tem que haver respeito e cuidado…

  14. Esse homem precisa ser retirado do planeta, sua presença é perigosa para a evolução das espécies, principalmente seres humanos!!!

  15. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome