Ativistas reforçam convocação para próxima greve global pelo clima no dia 25 de março

Objetivo é garantir reparação aos povos afetados pelas mudanças climáticas; paralisação está programada para a próxima sexta-feira

Arte: Facebook Marcha Mundial do Clima

A necessidade de se combater as mudanças climáticas e de se garantir condições de vida dignas para a população movimenta a Marcha Mundial por Justiça Climática/Marcha Mundial do Clima para a próxima sexta-feira, 25 de março.

“Um sistema onde as nações ricas são responsáveis por 92% das emissões globais, e os 1% mais ricos da população mundial são responsáveis pelo dobro da poluição produzida pelos 50% mais pobres. Guiados por lutas históricas e experiências vividas, lideradas pelas pessoas e áreas mais afetadas, exigimos reparações climáticas”, ressalta o prof. Roberto Ferdinand da coordenação nacional e internacional da Marcha Mundial por Justiça Climática / Marcha Mundial do Clima.

A movimentação também terá a participação de socioambientalistas, povos indígenas, quilombolas, comunidades tradicionais, estudantes, trabalhadores, movimentos sociais e populares, ONGs, religiosos e acadêmicos.

De acordo com os organizadores, as reparações climáticas são “um processo de justiça transformadora em que o poder político retornará às pessoas e às comunidades”, e isso deve ser feito “como reparação aos direitos ou demandas dos povos indígenas, negros e às comunidades anti-patriarcais e diversas, marginalizadas, para que lhes sejam restituídas suas terras dando recursos às comunidades mais afetadas pela crise climática, para que façam sua adaptação e reparação de suas perdas e danos (…)”.

Outras informações a respeito do evento podem ser vistas abaixo

Leia Também

Meio Ambiente pode ser obstáculo para Brasil na OCDE

Proposta estabelece compensação financeira pela manutenção do meio ambiente

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador