Bolsonaro espera vazamento de grampo que implicará filhos no caso Marielle

Em vídeo no Youtube, deputado Otoni diz que grampo em milicianos "será espalhado na imprensa neste final de semana, para incriminar Flávio e Carlos Bolsonaro"

Jornal GGN – O deputado do Rio de Janeiro Otoni de Paula (PSC) publicou um vídeo no YouTube afirmando que a família Bolsonaro será alvo de um possível vazamento, neste final de semana, que implicará os filhos e o próprio presidente Jair Bolsonaro na investigação sobre a morte de Marielle Franco.

No vídeo, Otoni disse que a polícia do Rio de Janeiro dispõe de gravações em que milicianos “conversam entre si” e citam membros da família presidencial no caso Marielle.

O parlamentar afirmou que as “provas foram forjadas”, que a conversa entre “dois patifes” não é verdadeira. “Estão armando conversas de milicianos para jogar no Fantástico e no Jornal Nacional.”

Otoni revelou no vídeo que esteve com Jair Bolsonaro nesta semana, e que o presidente foi informado sobre o eventual vazamento.

Na manhã de sexta (13), sem ser questionado, Bolsonaro disse aos seguidores que está esperando por novas “armações”, feitas por “vocês sabem quem”.

“Qual é a armação? O governo Wilson Witzel está colocando a máquina do Estado para forjar provas que envolvam a família Bolsonaro no caso Marielle”, disparou o deputado, no vídeo.

“Eles estão armando conversas de milicianos. Atenção: um miliciano conversa com outro, e a Polícia Civil pega esse contato de um miliciano com outro para incriminar a família do presidente, para incriminar Flávio, para incriminar Carlos Bolsonaro, incriminar o próprio presidente da República no caso Marielle. A conversa é totalmente montada, toda montada”, repetiu o deputado em vídeo.

“Eles montaram um serviço de inteligência falso, mentiroso, e jogam na imprensa para ver o que vai dar.”

Leia também:  Bolsonaro convida Temer para chefiar missão ao Líbano

Exaltado, Otoni apelou para que a militância bolsonarista difunda o seu vídeo nas redes sociais, argumentando que as conversas que vierem a público precisam ser vistas como “uma montagem”. “Só cai nessa quem quiser.”

Ele ainda afirmou que, na segunda-feira, apresentará uma queixa-crime contra Witzel.

No Twitter, Carlos Bolsonaro compartilhou o vídeo de Otoni neste sábado (14).

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

17 comentários

  1. O deputado já investigou e encontrou provas que a tal conversa é armação.
    Rápido né?
    A única coisa demorada é a prisão dos mandantes dos assassinatos de Anderson e Mariele.

    11
  2. O cara está grampeado e sabe disto , resolve tumultuar a investigação, é preciso cautela quando se tem acesso a esre tipo de coisa.

  3. Não é o contato entre milicianos que incrimina a família Bolsobosta. O que incrimina a família Bolsonaro são os crimes praticados por seus membros, como o abofelamento de parte dos salários dos seus assessores pelo Flávio Bolsonaro.
    Nao esqueçamos que o Bolsonaro é defensor de miliciano, afirmando que os Milicianos da Bahia seriam bem-vindos ao Rio de Janeiro e um dos filhos disse combater tudo o que a Msrielle representava.
    Eles sabem o que fizeram e, portanto, preparam os espíritos com antecedência para as revelações que estão para vir à tona, a fim de amenizá-las

    16
    1
  4. O Bozo está sendo, permanentemente, informado sobre o desenrolar das apuracões do caso Marielle.
    Com isto, ele se antecipa às revelacões e avisa aos seguidores que é armação. O gado acredita.
    É preciso identificar quem está por trás destes vazamentos ao Bozo. Estão sendo feitos por alguém que participa das investigacões.Trata-se de um caso claro de obstrução da justiça, uma vez que permite aos envolvidos uma defesa prévia.
    Agora, uma vez que ele se antecipou, a estratégia dos investigadores deve ser a de não denunciar de imediato e submeter as gravações à perícia tecnica de diferentes órgãos, para depois, então, revelar o conteúdo das gravações, amparadas por laudos periciais incontestáveis.

    14
    2
  5. Entendo que emitir prematuramente uma defesa, sem que ainda exista um ataque não é uma estratégia e sim uma confissão antecipada de culpa que revela traços de pânico e medo. Aguardemos!

    12
    2
  6. Conversas entre terceiros não podem ser utilizadas como meio de prova. A não ser que seja para incriminar Lula, no caso do muquifo do Guarujá ou do sítio do Jacó Bittar em Atibaia.

  7. Agora entende-se a nova investida contra Lulinha. O homem dos olhos piscantes realmente botou a cama na rua! A paranóia causando surtos…

  8. Pimenta no dos outros é refresco!!!
    Aprendam que a terra não é plana, e todos os dias dá uma volta…e tudo que vai, volta!

  9. Uma vergonha Nacional e Internacional, o antipresidente do Brasil que é vizinho do cara que executou Marielle, seu filho tinha membros da milicia trabalhando como assessores de gabinete. Milicianos assassinos são homenageados por família bostonaro. Porteiro diz que eles liberaram a entrada do assassino de Marielle e Anderson no condomínio. Nem precisa de power point Marielle vai derrubar esses assassinos um por um.

  10. De onde partem as gravações? Quem está conduzindo o processo? E qual é o processo e seus implicados? Se for da Polícia Federal, comandada por Moro, ambos terão de explicar; se for procuradoria ou ministério público, idem. E é preciso ver e acompanhar, dentro da processualística legal, a perícia técnica das gravações, para atestar sua fidedignidade. Parece-me óbvio que o deputado bolsonárico e a família quadrilhista está se antecipando e detém informações privilegiadas – elas só podem vir de um cúmplica, e é claro que todos sabemos seu nome e sua posição: Sérgio Moro, o maior representante da extrema direita afinada com a guerra hibrida coordenada pelos Estados Unidos. Outro lembrete: os membros do exército que comandaram a intervenção na segurança no RJ estão todos aboletados no governo federal e é claríssimo que eles sabem das mutretas todas – o exército é cúmplice desse processo, percebeu que não teria condições de enfretar as milícias, que envolviam até a raiz a polícia militar. São todos rapaces e vendidos, lesa-pátria e perigosos – não se esqueçam das recentes queimas de arquivos: Bebiano, Adriano, Teori….

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome