Brasil está no negativo enquanto Guedes espera a Previdência mudar, diz Janio de Freitas

Bolsonaro só sabe propor "miudezas de segundo e terceiro escalão", e o super-ministro que deveria suprir a inabilidade do presidente eleito mais parece "se esconder dos números negativos" da economia

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – São quatro meses completos de governo Bolsonaro e o Brasil segue no negativo. Nada indica que a Reforma da Previdência vai trazer um milagre imediato para a recuperação econômica. Mas Paulo Guedes segue “distraído” com a desculpa de que precisa mudar o sistema de aposentadoria antes de qualquer coisa. O ministro que deveria suprir a inabilidade do presidente eleito está, na verdade, se escondendo da realidade, em vez de enfrentá-la. É o que avalia o jornalista Janio de Freitas, na Folha deste domingo (5).

Segundo Janio, “todos os números que importam, na síntese que retrata a situação do Brasil, estão negativos. A derrocada é extensiva e intensiva. Paulo Guedes, na verdade, está voando entre os astros, distraído.”

“Vez ou outra, para mostrar-se vivo, um acréscimo à lenga-lenga. Agora, ‘o governo prepara a privatização do gás para baixar o preço’. O gás é mesmo muito caro. Mas nada do que foi privatizado teve o custo reduzido para o consumidor. E atribuir à privatização do gás mais 12 milhões de empregos em dez anos é uma apelação com cinismo excessivo. A Petrobras está sendo liquidada sem que os vendedores encontrem reação. Logo, dispensem-se as tapeações.”

Na visão do jornalista, Bolsonaro só sabe propor ações que são “miudezas de segundo e terceiro escalão”. E Guedes, que “aceitou a tarefa de supri-lo”, “parece até se esconder dos números negativos, em vez de os enfrentar. Nunca tem nem sequer o que dizer a respeito, como é de sua obrigação com os cidadãos.”

Leia também:  Do Banestado à Lava Jato: a polêmica cooperação entre Brasil e EUA

Leia mais.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

9 comentários

  1. Nosso Presidente abacate (Mais Quaresma, impossível! Tal qual predisse Lima Barreto…Uns falam Tupi e outros tentam a vida vendendo essas frutas sem sucesso algum) deveria ver que seu Ministro está livrando sua cara para sua futura demissão, por incompetência. Vai dizer que a culpa é da reforma da Previdência que SE tivesse sido aprovada em sua íntegra tudo seria diferente para melhor, e a culpa não será dele. Será do Congresso Nacional e claro, do PT.

  2. Paulo Guedes é o Ministro da Reforma da Previdência, assim como Moro é o Ministro da Lava Jato e a Damares das Igrejas Evangélicas. Só tratam do que diz respeito a isso. Que medidas o Guedes tomou até agora à respeito da economia? Estamos indo em alta velocidade em direção ao abismo e o Bozo diz se preocupar com a Argentina. Segurem-se porque dessa vez tomaremos um tombo tão feio quanto aquele dos anos Sarney.

  3. Sabem as ostras que esse tal guede nunca – na vida – teve qualquer preocupação com a economia e, muito menos, com o Brasil. O “negócio” dele sempre foram “negócios-renteiros-financeiros-derivativos” e empanturrar seus “associados” em detrimento de qualquer categoria minimamente produtiva.
    Portanto, ele não nega nada, nem fala do que não sabe: daí a preocupação com a reforma da previdência, motivo pelo qual foi “contratado” a peso de ouro pelo tal “mercado-não-sei-quem”.
    Apenas “negócios”. O restante, como ele sabe que o bolsonada é um bolsocoiso, não há qualquer preocupação.

  4. P. Fedes está inerte. Não por que não queira ou não saiba fazer outra coisa, além de propor e esperar pela “reforma da previdência”. Quem pensa isso está subestimando o cara, que de bobo não tem nada, e entrando no jogo dele. Acho que ele está simplesmente tramando e esperando a grande crise, a sonhada tempestade perfeita, que, alavancada em uníssono pela mídia, fará todos caírem aos pés dele, implorando para que ele aceite uma carta branca para fazer tudo o que quiser. Que crise poderia ser? Em pouco tempo o governo estará enforcado pela “regra de ouro” orçamentária. Armadilha preparada no governo Temer há dois anos, conhecida de todos, para a qual o governo não tomou nenhuma providência. Logo, o impasse: cometer crime de responsabilidade ou suspender o pagamento de aposentados, pensionistas e funcionários. Aí, se dirá aos quatro ventos: O Brasil quebrou! e quem quebrou foi o PT!

  5. O texto: “E atribuir à privatização do gás mais 12 milhões de empregos em dez anos é uma apelação com cinismo excessivo” reflete a politica deste governo que, vou insistir, é recheada de teses nazistas.
    Afinal, não era Hitler quem afirmava que: “Quanto maior for a mentira, mais pessoas acreditarão nela.”?

  6. Me parece que este é o objetivo de Guedes. Guedes usa os péssimos números da economia para vender a necessidade urgente de uma reforma que só terá efeitos em vinte anos, isto é se tiver algum efeito afora a destruição da Previdência Pública.
    A economia foi sequestrada e é refém, para servir de argumento. Guedes jamais falou da realidade do país, mas sim de planilhas e mais efetivamente da coluna de deficit da planilha. Mas isto já ocorreu com Parente. A narrativa da falência da Petrobrás e se posterior sequestro, serviu bem para pagar os fundos abutres e preparar a privatizaçã. Guedes sucateia a economia para obter seus ganhos, com fundos de pensão no mercado financeiro. Agora o seu seguidor Weintraub, faz o mesmo com a educação, sucateia para depois privatizar vender e sobretudo seguir a política de destruição do País. Vão favoreer os grupos empresariais privados, que por acaso tem Guedes como um dos seus expoentes. Weintraub foi escolhido e muito bem pago para fazer o serviço sujo explícito.
    Guedes se apresenta como um exterminador do futuro em defesa ideologia liberal, mas talvez seja apenas um espertalhão ganancioso atrás dos lucros que virão nas bolsas do mercado. Talvez seja os dois juntos. Inventaram um Guedes racional e competente, pois para o mercado esta figura incompetente e predatória é o que interessa. O mercado e nossa elite financeira industrial e política, hipotecaram suporte a Guedes, pois estão contando com seus próprios lucros e com a destruição de tudo que foi construido, na economia e na sociedade. Mas a estupidez de boa parte de nossa elite consome este discurso liberal que jamais colocou em prática. Nossa elite não sabe viver sem o estado. Como dizem, não faremos nenhum investimento enquanto o estado, seja a partir de leis o através de governantes e ministros, não garantirem nossos lucros. A idiotice é tão grande e o capital produtivo bate palmas para o financeiro. E enquanto a produção industrial, e o mercado interno são destruídos de forma inexorável, o pato da FIESP, continua na Paulista, defendendo o golpe.
    Junto com a imprensa tentam colocar esta destruição na conta de governos anteriores, pois afinal a meta principal é não permitir que a conclusão daquelas políticas social e econômica os afastem do poder definitivamente no país. Para isto nossa elite política e empresarial, e oligarca recorreu como sempre à quarta frota, que agora não tem mais porta aviões, mas tem uma força tarefa de juizes e procuradores. Sem dúvida até o nome força tarefa foi extraída dos manuais estrangeiro.
    Um frota que destruiu nosso judiciário, nossas empresas, estatais, ou com influência geopolítica, agora na cara dos ruralistas avança contra a agroindústria. E Guedes vai se retirar do Brasil assim que a reforma for aprovada . Da mesma forma que Parente se retirou da Petrobrás assim que montou as bases do sucateamento e privatização da economia. Parente cedeu então para um bobo de plantão a oportunidade de fazer o serviço sujo mais explícito.
    Enquanto isto abundam as declarações de FHC pedindo mais racionalidade. Como se não fosse ele um dos artífices desta peça macabra.

  7. O projeto de Guedes é vender tudo que for estatal e ponto. É se um gênio da lâmpada atendesse dois pedidos, ele pediria a privatização da previdência ( afinal ele é um empregado dos banqueiros pra fazer isso) e a petrobrás. Fazendo isso, ele pede demissão e vai viver no exterior recebendo dinheiro dos bancos brazucas e das empresas de petróleo estrangeiras. Bom, quanto ao país e o seu povo… que se fodam.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome