Ciro: “Brasileiro botou lulopetismo e bolsonarismo radical para fora”

Ciro disse que seu projeto é organizar a aliança de centro e esquerda para 2022, sem citar qual seria o papel do PT nesta frente

Jornal GGN – Fazendo um balanço inicial dos resultados das eleições municipais de 2020, o ex-presidenciável Ciro Gomes (PDT) afirmou ao jornalista José Datena, nesta segunda (30), que está satisfeito com o desempenho da aliança formada pelo seu partido com o PV, Rede e PSB em algumas cidades.

Para ele, as urnas mandaram um recado contundente para a reorganização partidária com vistas a 2022: o “brasileiro mandou o lulopetismo e o bolsonarismo boçal brigarem lá fora”, disse Ciro. “Vão brigar lá fora, deixa a gente aqui quieto, para produzir e trabalhar.”

Na visão de Ciro, o Brasil depositou “um grande voto ao centro”. “Tem um centro-direita e uma centro-esquerda, e a gente precisa analisar isso para ver se tem desdobramento para o futuro para o País. Mas amanheço feliz com esse enunciado do povo brasileiro.”

Ciro disse que seu projeto é organizar a aliança de centro e esquerda para 2022, sem citar qual seria o papel do PT nesta frente, já que o partido de Lula saiu ainda menor da eleição de 2020 em comparação com 2016, quando já havia sofrido um forte baque em virtude da Lava Jato.

Ele criticou o fato de Lula ter escolhido Fernando Haddad para disputar a eleição de 2018, sendo que Haddad sequer conseguiu se reeleger prefeito de São Paulo contra João Doria.

Para Ciro, o surgimento de novas lideranças de esquerda, como Guilherme Boulos (PSOL), é um oxigenação no campo progressista e permite que o eleitorado dessa vertente ideológica possa defender suas bandeiras sem precisar explicar o “banditismo” e os erros na economia que marcaram os governos do PT.

Leia também:  Manchetes dos jornais dos EUA

Na conversa com Datena, ambos amenizaram ainda a “vitória” do PSDB de João Doria. Nesta segunda (30), jornais como Folha de S. Paulo e Estadão manchetaram que o partido é o grande vencedor da eleição por administrar cidades que somam a maior parte do eleitorado brasileiro. Datena lembrou que Doria foi escondido da campanha de Bruno Covas. Para Ciro, Covas ganhou por mostrar moderação e resultados em gestão, além de afastar-se de radicalismos.

Leia mais:

PSDB perdeu o maior número de prefeituras comparado a 2016

 

 

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

11 comentários

  1. Há um grande estelionato político-eleitoreiro que vem sendo praticado pela Direita, desde 2013, e a que o Ciro Gomes tem feito eco de forma constante, após a eleição de 2018.
    Refiro-me ao radicalismo, ao extremismo que se atribui ao lulo-petismo, como ele gosta de dizer.
    Pergunta-se: que programa, ou ação de governo, ou mesmo, que atitude, de Lula ou Dilma, depois da Carta aos Brasileiros em 2002, pode ser considerado radical? ou extremista?

    26
    • Este Ciro é um boca aberta.
      Falar em “oxigenação” quando ele foi um dos cúmplices na asfixia da nossa democracia quando, fugindo no 2o turno, colaborou com a eleição do insano.
      Lula taí, é referencia. A mentira do “roubo” que vc, Ciro, covardemente importou do golpe vai ser sua cruz. Vc é um daqueles para quem o pobre deve agradecer pelo retorno ao patamar sob a linha da pobreza.

  2. O “coroné” de Sobral, frequentou todos os partidos pp, dem, psdb, harward????, e quanto mais, procurando um trono só seu, discursos agressivos, solução na boca da língua para todo problema pátrio.
    Aproveita e se promove no antipetismo, elogia até a lava jato agora nua e desmistificada, ataca a maior liderança que este País já teve e espera retorno político como sempre erra, após cada eleição retorna repetindo o mantra sempre após a promulgação dos resultados com o “eu disse!”, de tão óbvio e repetitivo ainda acha-se o colante milagroso a amalgamar este desastre que ajudou construir, chapéu de Napoleão e o fim previsto.

    19
    1
  3. Esse energúmeno não perde oportunidade para tripudiar sobre o PT. E queria ser o “porta bandeira” da frente de esquerda. Mas, que esquerda? Esse carcamano nunca foi de esquerda. Não passa de um covarde e oportunista. Sempre que pode, dispara sua metralhadora oral sobre o PT. Mas quer o apoio incondicional do PT para conseguir seu intento, o de servo da direita. Serve apenas como desarticulador das ações da verdadeira esquerda. Deve ser tratado como oposicionista à esquerda, pois é o que sempre foi. Como diria o filósofo: “Esse sujeito não vale o que o gato enterra”. Ainda segundo o filósofo “eu disse” (em substituição a tenho dito).

    20
    1
  4. Este seria um bom momento para este senhor estender a mão e fazer uma análise mais lúcida do processo eleitoral, como fez o Maringoni. Mas não, ele prefere usar essa mão para atirar pedras em quem como ele se diz de esquerda.

    Por isso é chamado por muitos de nós de Ciro Língua de trapo Gomes. Também se poderia comparar com a fábula do sapo e do escorpião pois não faz muito tempo fez uma reunião com Lula para aparar as arestas com vistas a 22 e faz uma coisa dessas.

    19
    1
  5. A ignorância também produz história…
    A idade média, a escravidão, não me deixam mentir…
    O Brasil disse o que é nestas eleições!
    O Brasileiro come nas mãos da globo e cia…
    No Brasil 2 + 2 é igual a 5!
    Até pobre vota em rico de direita!
    Sem nenhuma ilusão a respeito do vamos viver…
    Haverá progresso?
    Sim, mas com uma constante degradação da vida e seus valores!

    13
  6. Ciro está alucinando exatamente quando sua candidatura a presidente cresceu no primeiro turno de 2018.
    Como gestor e analista econômico já mostrou ótimos serviços, mas não consegue engolir o sapo “barbudo” pela indicação de Haddad. Hoje rumina ódio incontido.
    É um desastre político e na sua impaciência, não compreende que independentemente de 2018, suas chances para 2022 poderiam crescer. Lula perdeu várias vezes até chegar sua vez.
    Se fosse mais inteligente políticamente, Ciro poderia estar construindo seu 2022 com enormes possibilidades.
    Em vez disso, está fazendo uma barafunda onde ninguém saberá a que vem, se vier.
    Bate em todo mundo, posiciona-se como direita ao bater na esquerda e diz que será de centro-esquerda.
    Para quem veio do PSDB (a “esquerda que se aliou ao DEM), será que para ele a “esquerda” é qualquer posição à esquerda do Bozo-fascismo, como o DEM (até então o mais conservador de todos)?
    Resumo: estava chegando, perdeu a paciência, bilisou o fígado e voltará a ficar mais longe.
    Com a idade, não terá volta.
    Nem fazendo um intensivão de política.

  7. Foi dada a largada e o Coroné Gomes se apressa como o grande nome da direita em oposição a Bolsonaro.
    Com jeitinho, poderá se tornar o candidato da Globo, da Folha, do Estadão e da FIESP.
    Ainda ontem, apoiava Boulos. Mas explica-se: apoiava-o tão somente na perspectiva de que a vitória de Boulos enfraquecesse o PT. Isolar o PT é o seu projeto e a sua obsessão.
    Não vale o que um cachorro caga.

  8. E você, seu animal, já foi posto para fora pelos brasileiros há tempos.
    Sempre digo que NUNCA se deve confiar em tucanos.

  9. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome