Bolsonaro recua sobre provas de fraude eleitoral e minimiza declaração

“Ache um brasileiro que confie no sistema eleitoral brasileiro”, disse, evitando responder sobre as supostas provas que teria de fraude nas eleições

Jair Bolsonaro em pronunciamento - Divulgação

Jornal GGN – Após afirmar que houve fraude nas eleições de 2018, que seria eleito no primeiro turno e que teria provas disso, o presidente Jair Bolsonaro voltou atrás e tentou disfarçar a polêmica declaração, que o poderia ser enquadrado por crime de responsabilidade. “Eu quero que você me ache um brasileiro que confie no sistema eleitoral brasileiro”, disse.

Nesta segunda (09), em agenda em Miami, nos Estados Unidos, Bolsonaro sustentou que as eleições de 2018 foram fraudulentas e que ele já sairia vitorioso no 1º turno.

“Eu acredito que, pelas provas que tenho em minhas mãos, que vou mostrar brevemente, eu tinha sido, eu fui eleito no primeiro turno, mas no meu entender teve fraude. E nós temos não apenas palavra, nós temos comprovado, brevemente eu quero mostrar”, havia dito.

Ontem (10), tentando minimizar o impacto de sua declaração, não a negou, mas diminuiu o teor da responsabilidade que havia suscitado. “Olha, quero que você me ache um brasileiro que confia no sistema eleitoral brasileiro. Espero que você ache um brasileiro que confia no processo eleitoral brasileiro”, disse o mandatário.

(Leia outras declarações polémicas de Bolsonaro sobre o preço do petróleo aqui e sobre o coronavírus aqui)

Sem dar maiores informações sobre as supostas provas que ele teria para dizer que o processo de elegibilidade foi ilícito, ele ainda acusou a imprensa de “deturpar” suas declarações, ao negar que tenha colocado em xeque a confiança da Justiça Eleitoral.

Leia também:  Secretários de Saúde criticam gestão Pazuello/Bolsonaro

“Não é na justiça. Não deturpem minhas palavras, tá ok? Não façam essa baixaria que a imprensa faz sempre comigo. Não é a justiça”, disse.

 

Leia também:

A esperança contra a recessão mundial está nas mãos do Bolsonaro dos EUA, por Luis Nassif

Crise mundial: Guedes joga todas as respostas nas reformas econômicas

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

7 comentários

  1. “Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; Não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna”.
    (Mateus 5:37)

    Brasil acima de tudo, Deus acima de todos!

    Açaí para todos!

  2. Coitadinho! Agora é a imprensa que deturpa o que ele fala. Mas só fala besteira e, covardemente, não tem coragem de mostrar as provas que diz ter. Se é assim, então enfie as tais provas onde achar melhor mas lembre que de boca fechada você pode até acertar alguma coisa. Por exemplo, aprender com Lula que só mesmo o Estado brasileiro investindo pesado vai conseguir reativar a economia que seu governéco de merda conduz criminosamente. De boca calada, seja esperto e ordene ao capanga de milícias que pare de fazer besteira como tentar defender o indefensável ronaldinho….Afinal, todos sabemos que o capanga de milícias é criminoso por deturpar a justiça brasileira e não precisamos saber que esse bosta maringaense é também capanga de lavadores de dinheiro……..Aliás, boçal, você e ele se merecem e torço muito para que um câncer os leve pro inferno o quanto antes possível……vaderetro satanás.

  3. Se nós tivéssemos Justiça, o Presidente da República deveria ser obrigado a apresentar as provas que diz possuir.
    Se for mais uma mentira do Presidente, ele teria cometido Crime de Responsabilidade e as consequências já estão previstas na Constituição.
    Se ele provar que houve fraude, a Justiça deveria anular as eleições e convocar NOVAS ELEIÇÕES.
    Mas alguém acredita na Justiça brasileira ? Penso que o judiciário está induzindo os cidadãos a promoverem a Justiça com as próprias mãos. Estamos revertendo o processo civilizatório…

  4. “Não é na justiça. Não deturpem minhas palavras, tá ok? Não façam essa baixaria que a imprensa faz sempre comigo. Não é a justiça”. Quem ele acha que realiza as eleições no Brasil? Será que não contaram pra ele ainda?

  5. Tremendo boca aberta.
    O processo deste grupo é o mesmo sempre: jogam qualquer merda no ar e depois desmentem.
    Tosco? Muito.
    Funciona para soprar fumaça nas cagadas que se sobrepõem? Sim

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome