Datafolha usa Folha contra concorrentes

Conversei agora com João Francisco, do Vox Populi. Ele diz não entender o medo que o Datafolha passou a ter do Vox Populi, a ponto de estimular campanhas sistemáticas contra o Instituto.

Disse que o PSOL do Rio Grande do Sul questionou o fato do nome do Plínio não aparecer nas perguntas sobre o segundo turno – coisa que nenhum Instituto faz, por razões óbvias. O questionamento também foi pelo fato do nome de Plínio não aparecer em uma parte do questionário, que será de uso exclusivo da Bandeirantes.

Segundo ele, pedido de impugnação tem todo dia, cada instituto rebate, em um processo normal, mas a Folha fica centrando fogo no Vox e dando como consumado um fato que não aconteceu: a pesquisa será divulgada normalmente

Mas, segundo ele, os dados do Vox serão divulgados na segunda; os do Datafolha no final de semana. Os resultados serão muito diferentes e permitirão “uma discussão bacana”, diz ele.

Da Folha

TSE suspende divulgação de pesquisa Vox Populi que não tem nome de Plínio de Arruda

Publicidade

FERNANDO GALLO
DE SÃO PAULO

A ministra do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Nancy Andrighi determinou a suspensão da divulgação dos resultados de pesquisa Vox Populi sobre as eleições presidenciais.

A enquete foi contestada pelo PSOL no tribunal porque o nome do candidato do partido à Presidência, Plínio de Arruda Sampaio, não consta da parte do questionário em que constam as respostas estimuladas.

Na ação, o PSOL afirma que, além de prejudicá-lo junto à opinião dos eleitores, a pesquisa fere o princípio constitucional da isonomia, além de dispositivos da Lei Eleitoral.

No parecer, a ministra nancy Andrighi diz que “o nome de todos aqueles que tenham solicitado registro de candidatura deverá constar das pesquisas realizadas mediante apresentação da relação de candidatos ao entrevistado”.

A empresa responsável pela enquete, Vox Opinião Pesquisa e Projetos Ltda, tem 48 horas para apresentar defesa.

A pesquisa foi registrada no TSE sob o número 22955/2010. 

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador