Em apoio a Lula, mais de mil e cem economistas subscrevem manifesto

Defendem a extinção do teto de gastos e a criação de um novo arcabouço fiscal para que o governo federal volte ao papel de principal impulsionador do crescimento.