Podemos está preocupado com debandada por desempenho de Moro nas pesquisas

A desempenho ruim de Sergio Moro nas pesquisas eleitorais à Presidência em 2022 ameaça provocar uma debandada no Podemos

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Jornal GGN – A desempenho ruim de Sergio Moro nas pesquisas eleitorais à Presidência em 2022 ameaça provocar uma debandada no Podemos, com a saída de filiados do partido.

Principal aposta da chamada “terceira via”, o ex-juiz da Lava Jato aparece com mínimos 8% a 9% de intenções de votos no primeiro turno das eleições 2022.

Moro está com 8% na última pesquisa do PoderData, divulgada na semana passada, e com 9% na pesquisa Ipespe do dia 14, na Quaest/Genial do dia 12 e também no Datafolha publicado em dezembro.

Assim, na contramão das expectativas e do que apresenta seu principal oponente – o atual presidente Jair Bolsonaro -, Moro é visto hoje mais como um “risco” do que “boa aposta”.

Políticos do Podemos analisam abandonar a sigla com esse argumento. Segundo reportagem do Uol, alguns deles afirmaram que o principal erro está na estratégia de marketing, descrita como “falha”.

Para estes políticos, que não quiseram citar o nome, o fato do ex-juiz ter permanecido durante meses na imprensa enfraqueceu seu discurso, não sendo mais algo novo.

Também relatam não haver uma integração de Sergio Moro com outros políticos do Podemos, como o general Santos Cruz, em eventos de pré-campanha e entrevistas que participou, o que mostra não haver uma “unidade” com o pré-candidato.

Ainda, além do risco de uma debandada, aqueles que anunciaram que migrariam para o Podemos com a entrada de Moro na disputa podem desistir. São os atuais filiados ao PSDB, PL e União Brasil, que têm membros não satisfeitos com a sigla e que teriam prometido entrar no Podemos, mas podem descumprir a ida.

Da mesma forma, o PSDB vem conversando com políticos do Podemos que podem sair do partido e entrar para a disputa tucana, entre eles parlamentares – do Senado e Câmara, e outras lideranças estaduais.

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Carlos da Costa

- 2022-01-26 12:28:40

Não tem votos e NÃO vai ser candidato a Presidente, pode ser a Senador ou Deputado Federal para ter imunidade e fugir da cadeia.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador