EUA acusam Google de monopólio de buscas e anúncios na internet

Empresa já vinha sendo investigada nos EUA e, na Europa, foi multada três vezes, em bilhões de dólares, por agir para sufocar o sistema de buscas de concorrentes

Jornal GGN – O Departamento de Justiça (DOJ, em inglês) e 11 estados norte-americanos com procuradores-gerais alinhados ao Partido Republicano movem contra o Google a maior ação antitruste dos últimos 20 anos. A empresa é acusada de monopolizar o mercado de anúncios e as buscas de consumidores na internet.

“O Google é agora a porta de entrada incontestável para a internet a bilhões de usuários em todo o mundo…Para o bem dos consumidores, anunciantes e todas as empresas norte-americanas que agora dependem da economia da internet, chegou a hora de parar a conduta anticompetitiva do Google e restaurar a concorrência”, afirma a ação.

A ação é ainda marcada por um histórico consenso entre o governo de Donald Trump e os democratas no Congresso, de acordo com a Reuters. Parlamentares acusam a empresa de dominar o mercado na internet usando ações “ilegais”, como o pagamento de bilhões de dólares para a Apple referenciar o Google como o principal buscador em seus aparelhos.

Além disso, “o momento do processo pode ser visto como um gesto político, pois cumpre uma promessa feita pelo presidente Donald Trump a seus apoiadores de responsabilizar empresas por supostamente sufocarem vozes conservadoras.”

Segundo a Agência Reuters, o Google teve em 2019 uma receita de 162 bilhões de dólares, “mais do que o Produto Interno Bruto (PIB) de países como Hungria, Ucrânia e Marrocos.”

O Google já vinha sendo investigado pela ação monopolizadora nos EUA há alguns anos. Na Europa, já foi multada em 1,7 bilhão de dólares em 2019 “por impedir que sites usassem serviços rivais para encontrarem anunciantes, 2,6 bilhões de dólares em 2017 por favorecer seu próprio produto de shopping em resultados de pesquisas e 4,9 bilhões de dólares em 2018 por bloquear rivais em seu sistema operacional Android”.

 

2 comentários

  1. Agora que começaram a ser expostos em seus atos de incentivo a violência contra os que discordam de seus discursos recheados de ódio e estelionato, os autoproclamados “conservadores” (=embusteiros), partem para retaliar.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome