Governadores são avisados de que PMs estão fechados com Bolsonaro, diz jornalista

De acordo com o jornalista, um assessor de Bolsonaro disse que "com certeza, o índice de apoio a Bolsonaro é maior nas PMs do que na Forças Armadas"

Polícia Militar do DF faz treinamento de policiamento para a Copa em vários pontos da cidade. (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Jornal GGN – “Governadores de vários estados acenderam o sinal de alerta depois de receberem avisos, mesmo que cifrados, de que, se os policiais militares tiverem de escolher entre eles e Jair Bolsonaro, ficam com o presidente da República”. É o que afirma o jornalista Vicente Nunes em sua coluna no jornal Correio Braziliense.

De acordo com o jornalista, um assessor de Bolsonaro disse que “com certeza, o índice de apoio a Bolsonaro é maior nas PMs do que na Forças Armadas, para as quais todos ficam olhando” e que “as PMs, certamente, farão o que o presidente pedir. Não há dúvidas disso.”

Segundo o colunista, é por conta dessa mobilização que não foi surpresa que o governador do DF, Ibaneis Rocha, tenha dito que a PM sabia que o Supremo Tribunal Federal seria alvo de protestos com fogos de artifício e nada fez a respeito.

“Ciente desse apoio explícito, integrantes do Palácio do Planalto mantêm contatos diários com lideranças das PMs. Muitos desses contatos são intermediados pelo chamado gabinete do ódio, que identificou entre os policiais militares uma das bases mais fieis ao presidente da República”, escreveu Nunes.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  "Sem dúvidas há uma crise no bolsonarismo moderado", diz Esther Solano ao GGN

10 comentários

  1. Hoje o UOL entrevista o senador e ex-major da PM Olimpio, que faz campanha aberta contra o governador, o chama de traidor desde a campanha eleitoral.
    Agora a questão dos PMs seguidores do bolsonarismo, é se continuarão apoiando agora um presidente acuado e inclusive sendo mostrado como parceiro e ocultador de bandido. E se Bolsonaro for deposto ou impedido, vão acompanhar ou negar.
    Queiroz por seu lado, caso delate o presidente, seus filhos, a primeira-dama, sendo ele um pesado e grande armário com décadas de conhecimento e entranhado nos malfeitos da família, tem tudo para ser declarado comunista, caso tenha sobrado algum blogueiro do gabinete do ódio. Queiroz foi fotografado com gorrinho e camiseta vermelas.

    https://www.diariodocentrodomundo.com.br/wp-content/uploads/2020/06/80-238×178.jpeg

  2. TEREMOS UM GOLPE BOLIVIANO EM TERRAS TUPINIQUINS ????
    O TIO SAM ,PARECE QUE ENCONTROU REPAROS EM ALGUNS NÍVEIS DAS FFAA ,PARA TIRA-LAS DE SUA ZONA DE CONFORTO.
    ENTÃO OS CAMACHOS,DELEGADOS,E OS TRUCULENTOS E EXTERMINADORES PMs ESTÃO CHEGANDO.
    EXTINÇÃO DAS PMs ,E OUTRA TAREFA DO PRÓXIMO GOVERNO DEMOCRÁTICO.

  3. Se está mesmo fechadinho com o presidente e contra os governadores, por que não reagiram ao afastamento do subcomandante da PM do DF, como uma demonstração de força, de que não se submete aos mandos dos governos.

    Como tudo na vida pregressa dos Bolsonaro, pode ter muito blefe por aí, tá na hora dos governadores começarem aos poucos testando a sua autoridade sobre a tropa, especialmente no TB (Triangulo da Bermudas, SP,RJ e MG) onde a tropa é mais numerosa e também mais bem equipada. É preciso pensar em algum tipo de ensaio, de teste, pois a hora de por esse poderio a prova pode estar próxima.

  4. “…um assessor de Bolsonaro disse que
    Do artigo: “com certeza, o índice de apoio a Bolsonaro é maior nas PMs do que na Forças Armadas, para as quais todos ficam olhando” e que “as PMs, certamente, farão o que o presidente pedir. Não há dúvidas disso.”

    Conversa fiada! Se fosse isso o insano já teria pedido.
    Mais um jogo de sombras da turma do desgoverno.

  5. É o enterro de 90 anos de NecroPolítica. E o melhor é que se enterre logo, pois já fede demais. Governadores já não podem usar das Forças Policiais para seus Interesses Ditatoriais e Criminosos. E depois de feito o serviço, acusar as Polícias pelos Crimes praticados. Não podem mais usar da Polícia para silenciar Vozes Contrárias. Para colocar a Periferia ‘no seu devido lugar’. Para acobertar e proteger a Bandidolatria. Já não é mais possível usar a Polícia para defender o ‘Crime Organizado do Estado’. O Assassino do Ator do SBT e da sua Família, finge que se esconde há mais de um ano. O Governo Dória finge que o procura. Apresentado como Dono de AutoPeças, no 1.o momento, era na realidade Dono de Desmanche. Fugiu sem ser incomodado. Ajudado, nem os cúmplices foram presos. Depois de 1 ano, o MP / SP ainda não havia pedido sua Prisão Provisória. Dono de Desmanche, com uma “Capivara” de assustar Genocida, na região de São Paulo (Pedreira) onde mais se roubam automóveis na Capital. E NINGUÉM (Dória, Judiciário/SP, MP/SP, Policia do Tucanato) sabia disto?!! E o CRIME ORGANIZADO não é controlado e protegido pelo ESTADO BRASILEIRO e seus 90 anos de Bandidolatria? A Polícia não entrará mais no Carandiru para fazer o “serviço” para Pedro Campos ou Luis Fleury Filho e depois ficar com o abacaxi. Ou para os Irmãos Cid e Ciro Gomes. E Cid, já sabe muito bem disto!!! Como diz a matéria, Coronelato não manda mais em nada. Acabou estes 90 anos de Bandidolatria de Estado. Pobre país rico. Quando a Periferia começou a usar de Kombis e Vans para concorrer com a monopólio do Transporte de ônibus (protegido pelo Estado), melhorando e barateando o transporte, entrou neste Setor, um tal Crime Organizado, umas tais Facções. Associações e Periferias foram devidamente “calados”. O Secretário do Tucanato Alexandre de Moraes foi o ‘Defensor Público’ de tal mudança e interferência. Ganhou uma vaga no STF. Quem é o Crime Organizado no Brasil? Mas de muito fácil explicação. CHICÃO

  6. Diferentemente das forcas armadas as polícias nao tem uma estrutura hierarquica minimamente organizada sobretudo nacionalmente. Não dá prá comparar com o exército. O apoio que bolsonaro tem nas pms está concentrado na base, é soldado e cabo.

  7. Bem, aí perdeu a função. Virou milícia comum. PM não ESCOLHE a quem vai estar subordinado. Os presídios estão cheios de pessoas que, portam armas para fazer cumprir as “próprias leis”. Viram vagabundos como qq bandido. Imagina o pessoal da saúde acordar um dia e avisar, daqui pra frente, a gente atende ” particular”, o Estado banca, a gente vende o serviço e fica com o $$$. O que o s PMs tão dizendo é, banquem a gente e, a gente escolhe pra quem vai trabalhar, talquey? A lógica da imbecilidade,ñ tem fim.

  8. É blefe. Se é truco mesmo, é 6 ladrão de milho. (milhão fica melhor né!)
    Atenção: tem ironia.

  9. Bolsonaro poderá utilizar as polícias militares para um golpe?
    .
    Essa pergunta que angustia a muitos posso depois de estar refletindo e seguindo todos os movimentos de militares, policiais militares e milicianos, posso dizer que ele poderia até tentar e se ele tivesse alguma habilidade conseguir a sublevação em alguns estados do União, entretanto as coisa não são tão simples assim, há fatores que mostram que essa seria um verdadeiro risco de vida para ele e seus aliados. Mas somente escrever o parágrafo anterior e não explicar seria somente uma opinião baseada em nada, mas vamos aos fatos.
    .
    A primeira grande dificuldade dessa tentativa tem um empecilho externo que se torou uma variável surgida nos últimos dias que complica ainda mais a situação dessa hipótese, a reação das forças armadas norte-americanas a uma tentativa semelhante que começou a ser esboçada pelo líder de Bolsonaro, mas foi claramente abortada pelos militares norte-americanos.
    .
    As declarações de generais norte-americanos de uma virulência clara contra as pretensões de Trump de emprego das forças armadas para intervir nos protestos no país, simplesmente deixaram claro a todos, aliados de Trump como seus adversários, que as forças armadas norte-americanas não darão nenhum apoio a pretensões bonapartistas de Trump, muito pelo contrário, se oporão radicalmente nas suas intensões.
    .
    Alguém pode dizer que isso ocorreu nos Estados Unidos, porém devido aos vínculos ideológicos de Bolsonaro com Trump (num sentido único, ou seja, Bolsonaro se aliando a Trump e esse quase que ignorado o seu vassalo) tornou o apoio do governo norte-americano ainda mais importante do que sempre foi para golpistas do terceiro mundo, logo não contando com apoio externo, que pode degenerar numa rejeição de congressistas daquele país, para sinalizar apoio a golpes bonapartistas mais dentro do seu país do que externamente. Essas condições desfavoráveis, que tendem a piorar a medida que a crise econômica e de saúde pública se agravem tanto ao norte do equador quanto ao sul.
    .
    Além disso temos que pensar no aspecto logístico, certamente o comando maior das forças armadas estão atentas a um golpe que escapassem de seu controle, pois um golpe levado pelas polícias militares, mesmo que tivesse apoio de uma parcela da forças armadas brasileiras, tirariam dela o protagonismo e gerariam uma enorme força de dispersão dessas forças, ou seja, um sentimento de sublevação, que nenhum militar de alto comando estaria disposto de se submeter sem ter 100% de garantia que no fim o controle ficaria sob às mãos do seu comando.
    .
    Porém poderíamos supor que um número significativo de polícias militares se sublevasse a favor de Bolsonaro, mesmo não contando com o apoio das forças armadas. Taticamente as polícias militares tem melhor treinamento de combate do que as forças armadas brasileiras, entretanto em termos de estratégia essas polícias militares não tem a mínima experiência. Em 1961 a Brigada Militar do Rio Grande do Sul aliada ao comando do terceiro exército peitou junto com Brizola o resto do exército, porém naquela época a Brigada Militar tinha tradição de um exército chefiado pelo governador do estado, não tinha somente a tradição, tinha o treinamento, a capacidade tática e um estado maior que tinha toda uma experiência de intervenção em revoluções que ocorriam sistematicamente no Rio Grande do Sul, coisa que fez até a revolução de 1930.
    .
    Em 1964 sabendo do perigo que eram tropas militarizadas no comando de governadores dos estados, os militares fizeram uma série de modificações dessas instituições para transformá-las mais numa polícia armada para controle social de civis desarmados do que uma organização militar, ou seja, o alto comando das forças armadas simplesmente retirou uma série de funções e inclusive de armamentos das polícias militares para que essas não tivessem possibilidade de confrontar as forças do exército. Em resumo, a capacidade de enfrentamento das polícias militares contra mesmo algumas unidades treinadas das forças armadas, poderão até num golpe de sorte conseguirem algo, porém sem apoio externo, que não terão, esse enfrentamento em curto espaço de tempo seria um desastre para ambos os lados exterminando toda a coesão interna.
    .
    Tem outros motivos estratégicos que não gostaria de colocar aqui, que fariam o desbalanceamento de um movimento de Bolsonaro baseado nas polícias militares, levando essas, mesmo com apoio de uma pequena parte das forças armadas a derrota.
    .
    Há outro fator, militar nunca gosta de entrar em combate quando sabe que tem possibilidade de perder, pois as penas são muito altas para quem perde, logo para haver uma sublevação das polícias militares e essas terem apoio de uma parte do exército, salvo que essa parte do exército seja extremamente majoritária, que descaracterizaria como um golpe das PMs, não sai nada, nem as polícias militares se levantarão nem alguma parte das forças armadas vão aderir a esse levante.
    .
    Se a situação internacional fosse outra, como no ano de 2019, se fosse criadas as condições externas para a tentativa de golpes bonapartistas no Brasil, porém estamos no meio de 2020, daqui a alguns meses troca o presidente norte-americano e a tendência é que Trump não se reeleja, logo não há um ânimo beligerante nos USA, por consequência não tendo apoio externo qualquer coisa pode ocorrer, inclusive um contragolpe chefiado de fora para dentro, tudo é possível.
    .
    Só há uma coisa que ninguém está notando, a firmeza do judiciário brasileiro contra o executivo não é resultado de um chá de espírito democrático, mas sim de costas quentes do mesmo.

  10. Têm muita conversa fiada e mentiras divulgadas na imprensa. Policias Militares são órgãos ligados aos Estados e não vão arriscar suas carreiras tomando partido contra seu Governador, que é quem paga seus salários, para acompanhar um idiota que pretensamente lidera um golpe militar, um crime contra a Lei Maior da nação. Está nas escritas sagradas: “Pato que voa com morcego dorme de cabeça prá baixo”. E PMs não são patos…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome