Minha vida com meu pai Leonel Brizola de João Brizola, por Régis Mubarak

Uma síntese sobre o livro espetacular "Minha vida com meu pai Leonel Brizola", escrito por seu filho João Brizola

…não quero cometer nenhuma injustiça, menos ainda qualquer desfaçatez com as múltiplas profissões que existem, apenas pontuar uma característica que é digamos assim “similar” a três profissões distintas: médicos, policiais e jornalistas… a capacidade de manter “o controle” diante de situações de extrema gravidade, de calamidade, diante do desconhecido, situações que exigem raciocínio instantâneo… buenas… buenas… dito isso não me aprofundarei nas áreas nas quais tenho bons amigos, (médicos e policiais) mas não desempenho atividades… detenho-me numa síntese que fiz em 2017, sobre um livro espetacular “Minha vida com meu pai Leonel Brizola” escrito por seu filho João Brizola, obra que reli várias vezes e também presenteei alguns amigos… para ser um bom jornalista, sim, você precisa ter “muito controle” porque as armadilhas de sedução e engodo são inacreditáveis… mas eis que o hábito de leitura – essencial – também precisa ser diário e a escolha de bons livros exercício obrigatório… quanto a Leonel de Moura Brizola, jamais haverá adjetivos suficientes para classificá-lo, se posso utilizar esse termo “adjetivos” e sim… quase nem precisaria acentuar… que os verdadeiros historiadores, (nos livros que serão escritos sobre esse período tenebroso que estamos mergulhados), saberão reconhecer e diferenciar heróis e mitos legítimos de “mitos-fakes-fabricados” e em processo de putrefação a céu aberto…

/// Régis El Carsi Mubarak – Jornalista – Argentina & Brasil ///

GGN PREPARA DOSSIÊ SOBRE SERGIO MORO.
SAIBA COMO AJUDAR ESSE
PROJETO INDEPENDENTE AQUI