O encontro de Eduardo Campos com empresários de SP

Sugerido por Assis Ribeiro

Do Terra Magazine

Eduardo Campos fala a empresários de SP e ouve pedido de chapa com Aécio

Marina Dias

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), esteve nesta quinta-feira (22) em São Paulo onde ministrou uma palestra para cerca de 150 empresários, principalmente donos de empreiteiras. Durante o encontro, realizado na sede do Secovi-SP, região sul da capital, Campos falou sobre três momentos que considera fundamentais para o Brasil: a redemocratização, na década de 80; o controle da inflação, na década de 90; e a redistribuição de renda, nos últimos dez anos.  

No entanto, o governador pernambucano não citou nominalmente o ex-presidente Lula, seu padrinho político e de quem foi ministro da Ciência e Tecnologia (2004-2005), nem a presidente Dilma Rousseff, que deve ser sua adversária caso seja candidato ao Planalto pelo PSB nas eleições do próximo ano. “Campos falou como um estadista”, disse um dos dirigentes do Secovi-SP. “E não criou polêmicas”, completou o empresário. 

O discurso do governador agradou à plateia. Focado em mostrar a eficiência de seu governo, o presidente nacional do PSB apresentou índices favoráveis de educação e segurança em Pernambuco e ouviu de alguns dos empresários que uma “chapa dos sonhos” seria a encabeçada por ele com o tucano Aécio Neves (MG) de vice. O senador mineiro deve ser o candidato do PSDB à Presidência da República em 2014 e o partido tem a simpatia da maior parte da diretoria do Secovi. 

“O país precisa de uma mudança forte de gestão. Ninguém mais se sente representado. Uma chapa com Campos para presidente e Aécio de vice seria a solução para nós, empresários de São Paulo”, disse um dirigente da instituição. 

Leia também:  Damares Alves não gasta um centavo com políticas LGBT

Durante sua apresentação em Power Point, Eduardo Campos defendeu as parcerias público-privadas. Segundo ele, o Estado não pode ser responsável por investir em todos os setores, mas deve fazer parcerias para cobrar resultados. 

A reunião com os empresários foi fechada e, somente após as duas horas de exposição e perguntas, o governador atendeu aos jornalistas em uma coletiva de imprensa. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome