O show de autoelogios de Bolsonaro, por Bernardo Mello Franco

Presidente completa 300 dias de mandato sem ter terminado campanha eleitoral, em evento com críticas à imprensa e defesa ao filho Eduardo

Presidente Jair Bolsonaro. Foto: Isac Nóbrega/PR

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro completou 300 dias no poder, mas segue em ritmo de campanha eleitoral. A solenidade que marcou a data foi um exemplo claro de tal postura, ao ser cheia de autoelogios e de críticas ao jornalismo profissional.

Em texto publicado no jornal O Globo, o articulista Bernardo Mello Franco destaca a declaração de Bolsonaro de que a imprensa “não colabora com o Brasil”, acusando o jornalismo de tentar “colocar em seu colo” o assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.

Sobre o caso Marielle, Bolsonaro não foi formalmente envolvido no caso: o Jornal Nacional apenas informou que o nome do mandatário foi citado em depoimento de testemunha, o que levou o Ministério Público a submeter o caso ao Supremo Tribunal Federal (STF).

O mandatário também aproveitou a cerimônia para defender seu filho Eduardo, que tem sido alvo de cassação após declarações a favor de um novo AI-5. “Em todos os momentos a Câmara respeitou o sagrado direito de opinião, seja ela qual for”, afirmou.

Para Bernardo, “a postura adotada pelo presidente mostra que ele não apenas não sabe conviver com críticas, como confunde os interesses do país com os de sua família”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Multimídia do dia

1 comentário

  1. Bolsonaro não tem o minimo interesse Publico. Tudo o que faz e diz é de seu interesse e de sua familia. E ainda tem muita gente que acredita que o que ele diz é porque o Brasil precisa de mais “autoridade”.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome