Os embates entre os juízes do Supremo

Comentário ao post “O bom senso de volta ao Supremo

Mas foi isso mesmo; MAM, arrebentou. GM, eu não sei o que houve tava bravo igual siri na lata. Já tinha rolado um semi-stress com o Lewandowski por conta de uma gracinha acerca da morosidade do Legislativo e o Lewandowski, madou logo a forte, aqui tb temos 900 processos pendentes e por aí… Depois, outra vez pq o Lewandowski disse que os dispositivos conviviam harmonicamente e o GM, brabo disse que não conviviam não!

Eu acho que ele tava brabo pq a discussão era acerca do Inc.X do Art 52 e, como sempre, julgamento no STF é que nem sessão de análise, vc tá falando de uma coisa mas o babado é outro. E era bem isso, hoje. Os tais réus presos ( MAM já havia concedido liminar ), progressão do regime e blá blá blá  serviram de pano de fundo para o embate entre Legislativo e Judiciário. GM queria pq queria dar uma “leitura diferenciada” ao inciso X, e os outros não toparam por tratar-se de óbvia supressão de prerrogativa do Senado. Os “outros”, é bom deixar claro, os que estão vivos em plenário pq tem uma turma que manda o corpo e deixa a alma em casa. Lewandowski, Barbosão ( uma seda, irreconhecível; até chamou o advogado de ilustre advogado ) e MAM, na luta pela harmonia entre os poderes e GM querendo se matar. Vai daí que o MAM, teve a infelicidade de dizer a GM que não ficasse nervoso, vixe aí deu ruim e GM saiu-se com aquela de um pouco de respeito e bom… A verdade é que a reação foi exagerada pq o MAM não estava desrespeitando ele. Mas sei lá… O pessoal do STF anda meio estressado.

Leia também:  Raio-X da epidemia de coronavírus na África

Não havia nada que os outros alegassem que pudesse demover o GM; Lewandowski ponderou que a emenda 45 já instituia a súmula vinculante, MAM que o legislador mantinha o texto desde 1934 e, portanto, esse era o desejo deles; até JB, tentou, apelando para a representação legítima do legislador… Mas não teve jeito. GM já entrou em campo alegando prejuízo mas não havia nada prejudicado ali e, apesar da liminar concedida pelo MAM, o plenário tinha que resolver a questão. Sobrou pro Teori que pediu vista, mas antes se certificou que não havia prejuízo pq senão o seu pedido de vista tb estaria prejudicado.

Fazia tempo que eu não me divertia com o STF. Tava revoltada, desde ontem, pq já tinha perdido o barraco na Câmara por conta da MP dos Portos e, hoje, perdi o bafo no Senado pq tava presa na TV Justiça. Qdo acabar essa estória de Mensalão eu vou trocar com alguém, eu fico na TV Câmara ou Senado e outra alma vai tomar conta dos ministros na TV Justiça. Num guento mais olhar para aquelas togas, podiam, pelo menos, mudar a cor. De qq forma, MAM, hoje salvou o dia. O estrago fica por conta do Toffoli, que sei lá pq, já que nem ia votar na bagaça, resolveu dar o ar da graça e apoiar o GM. De repente, sumiu todo mundo e o quorum foi pro espaço.  Não sei o que tá acontecendo ali, não. Mas, desconfio que o GM está distraindo a gente; sabe aqueles caras que ficam enganando o touro pro pessoal salvar o toureiro que está avariado? Pois é, eu acho que o GM tá distraindo a gente pra salvar o STF. Ele é o ministro mais acostumado a ser xingado da Casa, portanto, ele nem liga, aguenta bem o tranco. Tudo o que se fala dele é mais velho que andar pra frente; o estrago vai ser pequeno ou nulo.

Leia também:  EUA acusa Nicolás Maduro de tráfico de drogas

Obs. Hoje quem tava lá no lugar do Jô era a D. Duprat. Putz, gente, faz a maior diferença. O Gurgel é uma nulidade. Até pra não fazer nada ele é ruim. A Duprat é esperta; participa. Existe no plenário, não é uma sombra bisonha que parece mais um espião do que um procurador.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome