Parlamentares querem priorizar reforma tributária na volta do recesso

Objetivo é conseguir aprovação do projeto ainda no primeiro semestre – assim seria possível evitar impacto da decisão nas eleições municipais

Jornal GGN – O Congresso Nacional retorna de seu recesso em fevereiro, e a pauta está bem clara: priorizar a aprovação das reformas econômicas, principalmente a tributária.

O tema não avançou em 2019 devido a falta de consenso entre as propostas analisadas pela Câmara dos Deputados e pelo Senado. A alternativa encontrava para resolver tal impasse foi criar uma comissão mista, que terá parlamentares das duas casas – mas que ainda será instalada.

De acordo com informações do portal G1, outros temas econômicos integram a pauta prioritária, como a reforma administrativa que deve ser encaminhada ao Congresso em fevereiro, além do pacto federativo.

Questões relacionadas à legislação penal também devem ser discutidas, como o texto que permite a prisão após condenação em segunda instância e a restrição do foro privilegiado para crimes comuns.  O objetivo é que todas essas pautas sejam deliberadas ainda no primeiro semestre.

Toda essa correria também tem um propósito: o número de sessões no plenário deve se reduzir por conta das eleições municipais em outubro, já que deputados e senadores serão liberados para participar das campanhas em seus redutos eleitorais – alguns como candidatos, outros para apoiar seus correligionários.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  As cinzas da democracia, por Ricardo Cappelli

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome