Serra, O Globo e Vera Fischer: não se interessam pelos pobres

 
“Deixa esses caras [do PT] fazerem o que eles quiserem. As rodadas de licitações não vão acontecer, e aí nós vamos mostrar a todos que o modelo antigo funcionava… E nós mudaremos de volta”

Esta frase rodou a blogosfera hoje, estampou algumas, discretas, chamadas de alguns portais da internet e foi veiculada no Jornal Folha de São Paulo.

 
Seu autor? Serra.
Contexto em que foi falada? Período pré-eleitoral, dezembro de 2009, em que ainda aparecia liderando a disputa e prometia a uma alta executiva de uma petrolífera americana, assim que assumisse o governo, mudar o modelo de exploração do pré-sal, favorecer a entrada das multinacionais do petróleo e garantir os interesses norte-americanos nas regras de exploração das maiores jazidas de petróleo descobertas em todo mundo nas últimas décadas.(…)

(…)Jornalão não escreve para pobre, tucano não governa para pobre…
Vera Fischer também não escreve para pobre…O que isso tem em comum? Apenas o pensamento arraigado de uma pequeníssima parcela egoísta da sociedade, que despreza os mais pobres e os desqualifica como cidadãos.
A tratativa de Serra com a executiva americana, mesmo negada por ele, segundo a Folha de São Paulo, o malabarismo prepotente de um dos maiores jornais impressos do país e a conhecida atriz se encontram e se igualam no desprezo aos interesses do povo, nas costas viradas para sua realidade e anseios, na ignorância de sua capacidade de gerir seu caminho e contribuir decisivamente para o desenvolvimento do Brasil.

Para Vera Fischer, a vida dos mais ricos é mais interessante.  Como ela mesmo afirmou  na Folha de São Paulo: “Eu não sei escrever pra gente pobre. Eu detesto”.  Para ela, a vida dos ricos é mais interessante. “Cada livro tem pelo menos uma viagem ao exterior.” 

Leia também:  A atual composição do STF é o maior legado da era lulista

Quando se poderia imaginar que o fundo do poço tinha chegado, eis que um fosso mais profundo se abre e engole, de uma só vez, os entreguistas, os “malabaristas da verdade” e os egoístas sociais, pseudo-elitistas…

 
 
Leia a íntegra aqui>>>

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome