Bolsonaro será denunciado no MPF por cortes de águas de transposição na Paraíba

O corte impacta diretamente na segurança hídrica da população do estado. Pessoas podem ficar sem água para beber e plantar

Foto: Marcus Mendes

Jornal GGN – Jair Bolsonaro (PSL) suspendeu há seis meses o bombeamento de águas do eixo Leste do Rio São Francisco. O corte impacta diretamente na segurança hídrica da população do estado da Paraíba. Contra a decisão, o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) anunciou, durante discurso no ato “SOS Transposição”, em 1 de setembro, que vai entrar com uma representação no Ministério Público Federal (MPF) contra o líder do legislativo. 

“Já está pronta uma representação no sentido de cobrar medidas imediatas para que o governo Federal retome o bombeamento das águas. O município de Monteiro está em racionamento e todos os açudes da região como Sumé, Congo e Poções estão no volume morto. É preciso que as águas da Transposição voltem a chegar na Paraíba para que a população tenha água para beber e para plantar”, explicou Coutinho.  

Foto: Marcus Mendes

A paralisação do bombeamento das águas da Transposição e o abandono da obra do eixo Norte, parada desde o início do governo Bolsonaro, levou dezenas de pessoas para as ruas no município de Monteiro, na Paraíba.  Lideranças nacionais participaram do ato “SOS Transposição”, entre eles o ex-candidato a presidente da República, Fernando Haddad, a presidente nacional do PT e deputada federal Gleisi Hoffmann, a vice-governadora de Pernambuco e Presidente nacional do PC do B, Luciana Santos. 

Durante o ato, Coutinho leu uma carta enviada pelo ex-presidente Lula em que lembra a inauguração da transposição em 2017. “Poucas coisas me fizeram mais feliz como tirar do papel um sonho de gerações, tirar do papel a transposição do São Francisco”, escreveu Lula.

O ex-prefeito de São Paulo e candidato a presidente da República, Fernando Haddad, disse que a situação é um crime ambiental. “É um absurdo o que Bolsonaro está fazendo. Exigimos que volte irrigar o canal para perenizar os rios e açudes. O abandono da obra demonstra o desprezo de Bolsonaro a Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e o povo do Nordeste”.

Outros parlamentares também manifestaram indignação com a situação. O senador Veneziano Vital (PSB-PB) pontuou que como cidadão sente os reflexos do corte da Transposição e que o ato é um grito de alerta para que o governo Federal entenda a importância do bombeamento das águas da Transposição no eixo Leste.  “É preciso que o governo Federal se sensibilize com uma situação tão grave que é a volta do racionamento em Campina Grande e nas cidades do Cariri e que o Sertanejo também tenha direito a essa obra de fundamental importância para a segurança hídrica do nosso povo”.

Foto: Marcus Mendes

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Abrir CPIs aumenta a pressão pelo impeachment? Parlamentares respondem

3 comentários

  1. A NOTíCIA: “Durante o ato, Coutinho leu uma carta enviada pelo ex-presidente Lula em que lembra a inauguração da transposição em 2017. “Poucas coisas me fizeram mais feliz como tirar do papel um sonho de gerações, tirar do papel a transposição do São Francisco”.
    O COMENTÁRIO: Estive em Monteiro na inauguração da transposição em 2017. Tenho 50 anos de jornalismo e em nenhum momento como aquele senti que não podia sustentar as lágrimas. Por ver os sertanejos – homens, mulheres, crianças, velhos – correndo na estrada ao lado do rio que estava seco e acompanhavam a chegada da água do São Francisco. É indescritível. Deve estar gravado em algum lugar e vou guardar para o resto da minha vida.

  2. Inicialmente, o “imaculado” idiota devastou o Mais Médicos e mais adiante cortou a água doce advinda da Transposição do SFrancisco, obra impressionante que só fez merecer crítica por parte da tal mídia.
    As notáveis iniciativas, falta de médico e água zero, do meu grande presidente atingem de forma direta a mais de 12 milhões de pessoas, mas como o idiota não gosta, ou melhor, menospreza os “paraíbas”, pra ele tanto faz como tanto fez.
    Com a atual tendência das intenções de voto de Norte e Nordeste, o meu grande presidente precisará de dois Steve Bannon para ser reeleito e continuar a salvar o brasilsil.

  3. URGENTE: Bolsonaro irá indicar avó da esposa para embaixadora brasileira na China, após declarar que “parente bom é parente longe”!

    Ps: filho(a)s, esposas, ex-exposas, parentes de esposas e ex-esposas, etc podem não ser parentes! Por isso, as rachadinhas são boas, para mantê-los “longe” … do suposto local de trabalho.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome