Cinco anos da federal do Recôncavo Baiano

Por Charles Carmo

Nassif, eis uma história bem legal de nosso povo que vale um destaque. A história registra que em 1822, o então chamado “Senado da Câmara de Santo Amaro”, no Recôncavo Baiano, reivindicou a criação de uma universidade no Recôncavo da Bahia.Somente em 2005 isso virou realidade e, finalmente, nasceu a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.Agora, para comemorar o aniversário de 5 anos da UFRB, o Reitor Paulo Gabriel resgata esta história e faz uma homenagem ao povo do Recôncavo Baiano.A UFRB está transformando a economia da região. Na minha opinião, foi a melhor e maior obra de Lula na Bahia. Um abraço Charles Carmo

http://www.ufrb.edu.br/portal/index.php/administracao/mocao-de-aplauso-ao-povo-do-reconcavo-baiano ou http://www.oreconcavo.com.br/2010/07/27/reitor-da-ufrb-agradece-ao-povo-do-reconcavo/

Moção de Aplauso ao povo do Recôncavo Baiano

A UFRB – Universidade Federal do Recôncavo da Bahia manifesta, nesta Moção de Aplauso, profunda gratidão ao povo do Recôncavo Baiano, em reconhecimento à sua luta pela implantação da UFRB, a Federal do Recôncavo, produto direto da saga civilizatória desta gente.

O dia 29 de Julho de 2010 marca o 5º aniversário de nossa universidade. A UFRB é a maior instituição pública federal do Recôncavo da Bahia e uma das maiores autarquias presentes em nosso estado. Apesar da pouca idade, conta com mais de 1000 (mil) servidores e cerca de 5000 (cinco mil) estudantes em seus 4 (quatro) campi (Amargosa, Cachoeira, Cruz das Almas e Santo Antônio de Jesus). Em breve a UFRB estará presente também nos municípios de São Félix e Santo Amaro.

Situada no Recôncavo Baiano, uma das mais antigas regiões urbanizadas do Brasil e área de reconhecida tradição cultural, a implantação da UFRB é a concretização de uma reivindicação secular do povo do Recôncavo. Os arquivos do Senado da Câmara de Santo Amaro registram que em 14 de junho de 1822, o legislativo municipal reivindicou a criação de uma universidade no Recôncavo da Bahia. Entretanto, este sonho somente foi concretizado em 29 de julho de 2005; 184o ano da Independência e 117o da República, com a assinatura pelo Presidente da República, Luis Inácio Lula da Silva, da Lei n.º 11.151 de 2005, que criou a UFRB.

EssaEsta luta, portanto, não é recente. Hoje, entretanto, a visível mudança que esta instituição proporcionou nesta terra é prova inconteste de que nossa comunidade estava certa, e esta certeza, acalentada há séculos, é significante amostra de inteligência popular.

A comunidade do Recôncavo Baiano entendeu, com a sua secular sabedoria, que era preciso resgatar o pacto federativo da Educação Superior e que o princípio da equidade nos assegurava o direito de pleitear a implantação desta universidade. Sabíamos, desde o início, que não éramos menores que ninguém.

Mais que isso, o povo do Recôncavo soube se organizar e debater, nas quase cinqüenta reuniões e audiências públicas realizadas, os meios mais eficazes de transformar em realidade o que era sonho.

Esta heróica população, de raízes negras que, no passado, serviu de combustível à grande “máquina de moer gente” dos engenhos de açúcar, com perseverança e luta, triunfou em seu desejo de semear aqui, nesta terra que aprendemos a amar, um grande centro produtor de conhecimento, único caminho possível para a verdadeira emancipação de nossa gente.

Ao povo do Recôncavo Baiano, fiel destinatário de nossas esperanças, o agradecimento da comunidade acadêmica da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, por tudo que somos e ainda, pelo que seremos.

Cruz das Almas, 27 de junho de 2010.

Paulo Gabriel Soledade Nacif
Reitor da UFRB

Silvio Soglia 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome