Por Que Protestam???

 

Em 68 era contra a ditadura, no Brasil, no resto do mundo contra o Sistema em geral. Queriam amor livre além de liberdade, igualdade e fraternidade, demandas seculares jamais alcançadas.

Foi uma primavera movimentada.

No Brasil, de novo, em 83 foi por diretas já, de todos os lados eles queriam o direito de votar. Alguns não compreenderam, ou tentaram confundir o telespectador. A manifestação em São Paulo, filmada pela Globo, foi descrita como festejo pelo aniversário de São Paulo. 

Pegou mal pra eles!

Ninguém acreditou!

Em 92 foi fora Collor, esse foi quase unânime, todo mundo contra, até a Globo. A exceção foi Roberto Jefferson, ele não abandona um companheiro (bandoleiro) ferido na estrada, parafraseando o Paulo Afrodescendente (vulgo Preto).

Agora é que está difícil saber por que.

Começou por causa de R$0,20, que multiplicado por milhões de passageiros é uma fortuna, queira o Boccardi ou não. Veio do jovem mais que do trabalhador, esse não tem tempo de se manifestar.

Ganhou patrocínio(canalha) e virou manifestação contra os  gastos da Copa. Como eu disse aqui, um protesto sobre o leite derramado, extemporâneo, explorado e equivocado. 

Queriam só melar a festa dos outros. 

Soubesse da vaia, a Dilma talvez até tivesse pedido ao Agnello pra deixar rolar. Melhor o mico de manifestantes encomendados fora do estádio, que o mico de 70.000 manés vaiando a festa bonita que pagaram pra ver. Ou será que, como Alvaro Botox Dias, só foram lá para vaiar???

Assistindo a manifestação de ontem, sem líderes ou oradores fazendo discursos, buscando tão somente a utopia de transporte gratuito, ou pago mas com qualidade. Fico pensando, será que esqueceram de combinar com os donos de empresas de ônibus???

Esses que por décadas gozaram dos favores dos vários desgovernos do estado mais rico do  país, na realidade fazem dano em todas as cidades de todos os estados, deviam estar rindo  de orelha a orelha. Ninguém falou deles, ninguém gritou seus nomes ou de suas empresas.

Ninguém foi até a porta de seus negócios protestar.

Na porta da GLOBO até foram, lotaram a ponte estaiada, cretinamente batizada Roberto Marinho. Apontaram suas luzes laser para as câmaras sorrateiras nas janelas da emissora impedindo que se filmasse a turba, mas não fizeram o barulho que eu esperava, não gritavam “FORA GLOBO!!!”. 

Esta que num primeiro momento, antes de vislumbrar as possibilidades de exploração midiática adversativa, condenou com todas as letras e todos os capachos sujos de titica de cachorro que se alinham na frente dos gabinetes dos irmãos Marinho (como diz o Helio Fernandes, eles não tem nome próprio); passou a chamar de linda e democrática a manifestação. Até o Jabor recuou de sua babenta e raivosa posição inicial e em decúbito dorsal, com o fiofó pro alto a mando do patrão, elogiou o que antes execrara, ele sabe onde lhe dói a conta bancária.

E os jovens, sem discurso se manifestavam pelo simples prazer de se manifestar.

Em inglês há um ditado criado para manter as crianças em seu devido lugar: “Children are meant to be seen, not heard!” (Crianças existem para ser vistas, não ouvidas!)

Talvez  essas crianças de ontem só quisessem mesmo isto, ser vistas, já que pouco tinham a falar, deixando um discurso cheio de lacunas, que a canalha que conhecemos já começou a preencher, do jeito que lhe interessa e lhe apraz.

Ontem na abertura do Jornal das 10 da Globo News a Mariana Godoy começou dizendo em sua primeira fala: Será que essas manifestações vão influir na popularidade da presidente Dilma? E a cretinice do programa seguiu esse curso.

Há um outro dito que diz que: “A juventude é desperdiçada nos jovens!” Tenho medo de começar a acreditar nisso.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome