Gestão de resíduo com retorno social

Do Canal Temático Saneamento

Gestão de resíduo deve priorizar retorno social

Por Lilian Milena

Há cerca de 16 anos, a necessidade de aumentar a renda de casa, levou mãe e filha a catarem papel e papelão na beira da estrada que passa pelo bairro Sertão Imuraí, no município de São José, região metropolitana de Florianópolis, Santa Catarina.

Com o tempo, a iniciativa foi atraindo trabalhadores e trabalhadoras, que se organizaram formando a Associação Aparecida de Reciclagem de Lixo (ACARELI), hoje com 40 associados – sendo 36 mulheres.

O empreendedorismo social que promove o máximo retorno social, ao invés do lucro, é processo eficiente na redução de resíduos e inclusão socioeconômica, concluem autores de trabalho feito para o programa de Pós-Graduação em Administração e Turismo, da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), sobre a ACARELI.

Continua

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora