A resposta do governo de Minas ao Aglomerado da Serra

Por Telma Gomes Hilário

Novo

Ao Blog Luis Nassif

Prezado Nassif,

Com relação à mensagem postada por Zemorisso nesta segunda-feira (21) em seu blog sob o título “O Policiamento na Favela do Aglomerado da Serra”, a Secretaria de Estado de Defesa Social informa que o Aglomerado da Serra e todo seu entorno (incluindo a Vila Marçola) são atendidos pela 127ª Companhia da Polícia Militar, com 127 policiais e 18 viaturas. Os crimes violentos no local tiveram uma queda de 10% no ano passado, na comparação com 2009.

A comunidade do Aglomerado da Serra dispõe de diversos programas desenvolvidos pela PM, como o Grupo Especializado em Áreas de Risco (Gepar), o Policiamento Escolar diário e o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) que atende 21 escolas. O Núcleo de Prevenção à Criminalidade (NPC) da Serra funciona no aglomerado desde 2006 e já atendeu cerca de 2 mil jovens, até o ano passado. Há em média 380 jovens em atendimento regular por mês. Funcionam atualmente 20 oficinas do Programa Fica Vivo! no NPC Serra, como artesanato, dança, capoeira, música, esportes, futebol e vôlei, entre outras.

Em Minas, o Índice de Criminalidade Violenta também está em queda. De acordo com números apurados pela Fundação João Pinheiro, de julho a setembro de 2010 houve redução de 16,7% na incidência desta categoria de crime em Minas, na comparação com o mesmo período de 2009. O quadro se repete no conjunto dos municípios com mais de 100 mil habitantes, com queda de 14,65%, e também na Região Metropolitana de Belo Horizonte, que teve redução de 9,5%. Em Belo Horizonte a queda foi de 9,15%.

Sobre os fatos lamentáveis ocorridos neste final de semana na Vila Marçola, o governador Antonio Anastasia declarou que são inadmissíveis e determinou a apuração imediata e minuciosa do episódio. As circunstâncias que levaram às duas mortes serão investigadas e, se ficarem comprovados eventuais abusos cometidos por policiais, os envolvidos serão punidos com rigor, na forma da lei.

Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Defesa Social

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome