Pintando a vida na Galeria Luz no Cárcere (PCPA)

 

Tivemos um dia diferente hoje, tivemos a oportunidade de melhorar o lugar onde estamos morando.

Pude notar que uma pessoa com boas intenções e amizade pode convencer e controlar pessoas que outrora só através da polícia.

Com um sorriso fácil e uma voz doce, vi uma mulher sozinha sem nenhuma escolta militar fazer homens pintarem uma galeria, e o mais incrível, todos estavam se divertindo com o “trabalho”.

Para nós fazer algo que não seja pessoal, individual ou por remuneração, seja financeira ou por redução de pena, é quase impossível, mas ela conseguiu.

Tá certo que a pintura é pro nosso benefício, mas tinha cara que não varre nem a cela onde mora e hoje estava pintando com toda a disposição.

São esses tipos de atitudes que me fazem querer largar as drogas e a vida que eu levava, para tentar e conseguir uma nova vida.

Muito eu escutei dizerem que não temos por que sermos tratados com respeito ou educação, pois cometemos crimes e por isso devemos ser tratados como ou pior que um bicho.

Mas vejo, nessa galeria, uma forma de provar que mesmo com os erros que cometemos, se formos tratados com respeito e dignidade é possível recuperar alguém que a sociedade tem como caso perdido.

Claro que eu não vou dizer que todos que estão na E1 sairão e serão todas pessoas recuperadas das drogas, não!

Sei que muitas não estão aqui por que querem mudar de vida, estão só por que a família abandonou ou estão sofridos do fundo da cadeia.

Mas se esse Projeto (Direito no Cárcere) conseguir recuperar um entre cinqüenta, já terá valido a pena e eu quero ser um desses que aproveitaram essa oportunidade única no sistema carcerário e pra muitos a oportunidade da vida.

Hoje pintei mais um quadro da minha vida, mesmo fazendo algo na cadeia não me senti preso, pelo contrário, a cada passada com o rolo na parede, parecia que o passado ia se apagando e a cor da pintura ia tomando conta da parede da minha vida.

Espero poder pintar muitas outras paredes da minha vida, com cores de esperança, respeito, dignidade, transformação!

 

Héber Luis Trindade Moreira

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome