Governo e Previdência: idade mínima para homens 65 e, mulheres, 62

O período de transição definido é de 12 anos. Agora a proposta será encaminhada ao Congresso na próxima quarta-feira, dia 20

Jornal GGN – Jair Bolsonaro e sua equipe econômica definiram que a proposta de reforma da Previdência fixará idade mínima de 65 anos para aposentadoria de homens e 62 para as mulheres. O período de transição definido é de 12 anos. Agora a proposta será encaminhada ao Congresso na próxima quarta-feira, dia 20.

Ao final da reunião com Jair Bolsonaro, o secretário especial de Previdência, Rogério Marinho, passou as informações. Foram duas horas de reunião com participação dos ministros da Economia, Paulo Guedes; Casa Civil, Onyx Lorenzoni; e da Secretaria de Governo, Carlos Alberto dos Santos Cruz. 

Marinho informou ainda que a equipe econômica defendeu 65 anos como idade mínima para homens e mulheres. Disse ainda que o presidente discordava da idade mínima de mulheres e queria 60 anos. A idade de transição também foi tema de debate, com Bolsonaro defendendo 20 anos e a equipe econômica, dez. No consenso, ficou em 12 anos.

Após assinar o texto da reforma, na próxima quarta-feira, Bolsonaro fará um pronunciamento à nação para explicar a necessidade de mudanças na aposentadoria. Diz Marinho que ele vai explicar de que forma essa nova Previdência vai ser encaminhada ao Congresso para ser discutida. O governo espera que o Congresso a aprove rapidamente.

Os detalhes da proposta só serão conhecidos na quarta-feira. Segundo Marinho, Bolsonaro pediu que fossem divulgadas somente algumas informações. ‘Os detalhes da proposta serão conhecidos pelo Congresso Nacional, até como uma deferência ao Parlamento, disse ele. O secretário não comentou a importância da população tomar ciência do que a espera.

Leia também:  Celso de Mello diz que PGR não "serve a grupos ideológicos"

Antes de ir ao Congresso, o texto irá para as mãos da área técnica da Presidência da República, onde será validada sua constitucionalidade antes que o presidente possa assinar, informou o secretário.

O governo calcula que, com a reforma, uma economia de R$ 1 trilhão possa ser feita em dez anos. Mas, por se tratar de uma proposta de emenda constitucional (PEC), a reforma precisa ser votada em dois turnos na Câmara e depois no Senado, com apoio de, no mínimo, dois terços dos deputados e dos senadores em cada votação.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

4 comentários

  1. Deixar implícito que os detalhes da reforma não precisam chegar ao conhecimento da população diz tudo sobre os abutres que estão no poder. Mesmo sem conhecer os detalhes, dá para cravar que todos os trabalhadores de baixa renda terão poucas chances de vivenciar a aposentadoria.

  2. É o governo escolhido por maioria dos votantes, em grande parte negros, pobres. É o que acontece preferir a ignorância, o ódio, o preconceito. São 45 dias de destruição. Virão mais com nossa apatia, desinteresse. Afinal vem aí o Carnaval…

  3. O que diria Chaplin?

    “Soldados! Não batalheis pela escravidão! Lutai pela liberdade! No décimo sétimo capítulo de São Lucas está escrito que o Reino de Deus está dentro do homem – não de um só homem ou grupo de homens, ms dos homens todos! Está em vós! Vós, o povo, tendes o poder – o poder de criar máquinas. O poder de criar felicidade! Vós, o povo, tendes o poder de tornar esta vida livre e bela… de faze-la uma aventura maravilhosa. Portanto – em nome da democracia – usemos desse poder, unamo-nos todos nós. Lutemos por um MUNDO NOVO… UM MUNDO BOM QUE A TODOS ASSEGURE O ENSEJO DE TRABALHO, QUE DÊ FUTURO À MOCIDADE E SEGURANÇA À VELHICE.

    É pela promessa de tais coisas que desalmados têm subido ao poder. Mas, só mistificam! Não cumprem o que prometem. Jamais o cumprirão! Os ditadores liberam-se, porém escravizam o povo. Lutemos agora para libertar o mundo, abater as fronteiras nacionais, dar fim à ganância, ao ódio e à prepotência. Lutemos por um mundo de razão, um mundo em que a ciência e o progresso conduzam à ventura de todos nós. Soldados, em nome da democracia, unamo-nos!”

    Cadê os Movimentos Sociais? Porque tanta apatia enquanto os trabalhadores, aposentados e pensionistas são assaltados?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome