Temer criou gatilho que permitirá aposentadoria aos 70 anos

Jornal GGN – A reforma da previdência encaminha ao Congresso pelo governo Temer prevê uma espécie de “gatilho” que fará a idade mínima para aposentadoria aumentar automaticamente tão logo o IBGE atualize a expectativa de vida do brasileiro.

Hoje, pelo projeto de Temer, o trabalhador precisa contribuir com a previdência por 49 anos e ter, no mínimo, 65 para ter acesso ao benefício integral, seja homem ou mulher. Mas essa idade por chegar aos 70 anos, alerta a deputada Maria do Rosário, sem necessidade de uma nova reforma.

Nesta quarta (8), o ministro Henrique Meirelles disse que a idade mínima para mulheres só seria reduzida se o homem compensar. Ou seja, seria necessário aumentar a idade mínima dos homens para que mulheres possam se aposentar antes dos 65 anos.

Por Carlos Lins

Em Os Divergentes

Idade de 65 para aposentadoria vai aumentar

A reforma da Previdência prevê uma idade mínima de 65 anos para a aposentadoria. Mas esse número ainda pode aumentar, acompanhando o crescimento da expectativa de vida do brasileiro.

O alerta veio da deputada Maria do Rosário (PT/RS), em palestra realizada ontem (7) na Universidade de Brasília. Segundo ela, a PEC 287/2016 indica a possibilidade de correção automática da idade exigida para a aposentadoria, em acompanhamento à média nacional de expectativa de vida. Ou seja: se o IBGE constatar que o brasileiro vive, em média, um ano a mais, os 65 anos previstos na PEC subiriam para 66.

O texto da PEC indica esse processo nas alterações propostas para o artigo 40 da Constituição, parágrafo 22:

Leia também:  Bresser-Pereira: Governo Bolsonaro não será capaz de fazer a economia crescer

§ 22 . Sempre que verificado o incremento mínimo de 1 (um) ano inteiro na média nacional única correspondente à expectativa de sobrevida da população brasileira aos sessenta e cinco anos, para ambos os sexos, em comparação à média apurada no ano de promulgação desta Emenda, as idades previstas nos incisos II e III do §1º serão majoradas em números inteiros, nos termos fixados para o regime geral de previdência social.

“Se a expectativa de vida aumentar”, diz Maria do Rosário, “não é que você vai viver mais, é que você vai ter que contribuir e trabalhar mais”.

A equipe da parlamentar disponibilizou a Os Divergentes um vídeo onde ela explica o assunto. Assista abaixo.

https://www.youtube.com/watch?v=bgBhHPH9IwQ width:700 height:394

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

6 comentários

  1. E se expectativa de vida
    E se expectativa de vida cair?
    A proposta de Temer considera que o brasileiro viverá, sempre, cada vez mais daqui pra frente. no mundo da fantasia dele os índices sócio econômicos so podem melhorar.

  2. velhinhos constrangidos.

    Imaginemos os velhinhos nas empresas aguardando a tão distante aposentadoria: Constrangidos, assediados moralmente, discriminados pelos colegas e chefes, alvos de piadas, apontados pelos institutos de pesquisa do trabalho de aumentarem a taxa de absenteísmo, taxados de improdutivos pelas organizações patronais, destroçados pela imprensa que os culparão de ter reduzido os índices de eficiência da indústria nacional, massacrados e espezinhados pelos chefes imediatos. Esse é o futuro daqueles que dedicaram toda uma vida ao trabalho caso essa proposta absurda seja aprovada. É desumana e cruel, e enquanto os velhinhos permanecerem sofrendo todo os tipos de abuso nos seus locais de trabalho teremos uma legião de jovens pressionando o mercado de trabalho e engrossando o côro: “a culpa é desses velhos decrépitos que tomam os nossos postos de trabalho”. Esse é o futuro macabro que se desenha para o nosso país. Triste da nação que deserda seus filhos. Talvez estejamos vivendo não mais no país do futuro e sim do país do passado!! Acho que em breve teremos saudades do tempo em que esse país caminhava na direção da justiça social.

  3. Campanha Contra Reforma da Previdencia

    Você é contra a Reforma da Previdência? Sabia que ela será prejudicial à todos os trabalhadores, independentemente de sua posição política partidária? Então ajude a combate-la:
    Nos links a seguir, você encontra os endereços de e-mails dos deputados e senadores respectivamente:
    Deputados:
    http://www2.camara.leg.br/…/fale-conosco/fale-com-o-deputado
    Senadores:
    www25.senado.leg.br/web/senadores/senador/
    Envie mensagens solicitando aos mesmos votarem contra a reforma da previdência, principalmente os da base aliada do governo, sob pena de terem seus nomes envolvidos em uma campanha de difamatória na próxima eleição. Você gastará o mesmo tempo do que um comentário para enviar um e-mail e pode contribuir para barrar esta monstruosidade contra o trabalhador brasileiro. Manifeste sua insatisfação nas redes sociais oficiais dos parlamentares (twitter, facebook, e-mail, etc) e compartilhe essa corrente em suas redes sociais para que alcancemos o maior numero de pessoas. Eles são 513 deputados e 81 senadores, mas nós somos o Brasil. Se cada um de nós, enviarmos dois e-mails, a pressão será sentida.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome