Temer diz que só reclama da reforma da previdência “quem ganha mais”

Jornal GGN – O presidente Michel Temer (PMDB) disse, na manhã desta terça (7), durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social para a reforma da Previdência, que só reclama da nova aposentadoria proposta pelo governo “quem ganha mais”.

Segundo Temer, 63% dos trabalhadores ganham um salário mínimo e, por isso, terão aposentadoria integral garantida e não serão afetados pela reforma. “Quem pode insurgir-se é um grupo de 27%, 37% [da população]. A reforma pode merecer ajustamento e quem vai discutir isso é o Congresso Nacional, mas quem reclama é quem na verdade ganha mais. Quem está acima desses tetos, quem tem aposentadoria precoce”, disse.

Na segunda (6), o relator da reforma na Câmara, deputado Arthur Maia (PPS), disse que embora metade do colegiado seja contra, a ideia de exigir a idade mínima de 65 anos para homens e mulheres terem acesso à aposentadoria integral será mantida. Sem isso, segundo aliados do governo Temer, aprovar uma nova previdência não teria o impacto desejado.

A oposição a Temer tem feito campanha nas redes sociais contra a reforma, alertando que será necessário trabalhar muito mais para receber menos. Até mesmo parlamentares da base, como o deputado Paulinho da Força, também decidiram promover ações midiáticas para impedir que a reforma seja aprovada.

Temer disse ao Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, que reúne 96 representantes de diversos setores da sociedade, que seu pedido de apoio é necessário para fazer frente a essa oposição. Ele também criticou os adversários políticos por não apresentarem uma contraproposta de reforma.


 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora