Internautas não acreditam na conversão de Edson Fachin

A incredulidade tem base forte, na guinada radical anterior de Fachin, de advogado sensível às questões sociais, ao vingador inclemente, endossando todos os abusos da Lava Jato

Das dezenas de comentários que recebi, no GGN, Facebook e Youtube, sobre o discurso do Ministro Luiz Edson Fachin, fazendo profissão de fé na legalidade e no respeito à Constituição, não houve um só que mostrasse confiança na conversão do Ministro.

A incredulidade tem base forte, na guinada radical anterior de Fachin, de advogado sensível às questões sociais, ao vingador inclemente, endossando todos os abusos da Lava Jato e recorrendo a malandragens processuais para adiar análises de mérito, em questões em que a própria Constituição estava em jogo. O discurso no TRE do Paraná representaria outra guinada radical, ou apenas uma limpeza retórica de biografia, sem nenhuma consequência nos seus atos futuros?

Mesmo assim, continuo acreditando nos processos de conversão, ao qual já se curvaram alguns dos principais estimuladores do ódio e da delação, do estupro às leis à Constituição no período anterior, como Ministros do STF, jornalistas, políticos que, a exemplo de Paulo, o apóstolo, de repente viram a luz, o anjo Gabriel da democracia tocando-os com os raios da verdade. Não são apenas os fundamentalistas que se rendem aos eflúvios da fé.

Não me tratem como Poliana. Sei que não há motivação nobre nesses aggiornamentos, mas apenas a continuidade da instrumentalização dos instrumentos democráticos: em minhas mãos, estupro; nas de terceiros, denuncio. Se a democracia e a defesa da Constituição fossem valores imutáveis em suas cabeças, não teriam aviltado tanto no período em que a musa maior das leis estava em suas mãos.

Leia também:  Greenwald diz que Moro "finge amnésia" sobre mensagens reveladas pelo Intercept

É por aí que se pode ter esperanças em Fachin, de quem não se pode duvidar da enorme capacidade em analisar os rumos dos ventos políticos. In Fachin, we trust. Não apostaria um centavo na sinceridade da sua conversão. Mas apostaria uns trocados em algumas mudanças de conduta e em sua enorme capacidade em identificar os rumos dos ventos. A única incógnita é que, nesses tempos de caos, os movimentos dos ventos são muitas vezes ilusórios.

Caro leitor do GGN, estamos em campanha solidária para financiar um documentário sobre as consequências da capitalização da Previdência na vida do povo, tomando o Chile como exemplo. Com apenas R$ 10, você ajuda a tirar esse projeto de jornalismo independente do papel. Participe: www.catarse.me/oexemplodochile

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

23 comentários

  1. Coisa nenhuma, minha leitura é que ele abandonou qualquer tipo de acordo tácito tenha feito com a Força tarefa via Dallagnol.

    Esses processos criminais da Lava jato estão eivados de subjetividade o que não cabe no Processo Penal que requer para ser instaurado: indícios dos agentes capazes, da materialidade, do nexo causal e fatos típicos; bastam indícios para instaurar a investigação preliminar administrativa, caso contrário arquiva seja na Polícia seja no Ministério.

  2. Coisa nenhuma, minha leitura é que ele abandonou qualquer tipo de acordo tácito tenha feito com a Força tarefa via Dallagnol. O melhor para ele, Fux e outros preventos na Lava Jato, o melhor é acabar com a Lava Jato e com as reprováveis práticas processuais ao arrepio da lei que os obriga, incluindo a CF.

    Esses processos criminais da Lava jato estão eivados de subjetividade, o que não cabe no Processo Penal que requer para ser instaurado: indícios dos agentes capazes, da materialidade, do nexo causal e fatos típicos; bastam indícios para instaurar a investigação preliminar administrativa, caso contrário arquiva seja na Polícia seja no Ministério.

  3. Nassif,
    Em minha opinião, esta possibilidade de conversão de Edson Fachin é próxima do zero.
    EFachin, desta vez, não foi capaz de identificar, e não somente ele no STF, o rumo dos ventos. Também não descarto a possibilidade do ministro ter optado pelo caminho que, no momento, parecia mais cômodo, afinal, já não estava mais em idade para assumir grandes enfrentamentos.
    Entre CLucia e MAMello, EFachin optou pelo lado mais fácil, mesmo tendo do seu lado o fato de ser praticamente intocável naquele trono.
    EFachin pode gritar à vontade, mas não se livrará daquele impressionante Aha Uhu do procurador debilóide. Nisto tudo, imagino que EFachin e In Fux we Trust venham a ficar impedidos de votar em qualquer caso correlato à Vazajato.

  4. Na verdade, mais do que acreditar ou não na conversão, me chamaram a atenção no vídeo que assistir ontem à noite, algumas confissões que não me parecem meramente retóricas e, bingo, atiçaram minha imaginação fértil que assistiu muita dramaturgia boa na TV – sim, de Dias Gomes a Gilberto Braga, a TV já foi lugar de criatividade e crítica social de verdade.
    Sempre que esse ministro é assunto me lembro da intrigante e pouco investigada pela mídia contratação milionária de equipe de segurança para sua família, e com duração de ano e meio, salvo engano.
    Ao ver o vídeo ontem, achando que era apenas um discurso burocrático que geralmente não é vinculante, rs, me surpreenderam algumas falas:
    1 – dizer que o ministro Teori “sabia demais”
    2 – dizer que não seriam tolerados, e eles “sabiam o por quê”
    3 – falar do papa Francisco I, do legado que pretendiam deixar para seus descendentes, da possibilidade de voltar atrás, de saber que estavam sendo julgados
    4 – conclamar todos os juízes, como se precisasse de apoio institucional para as atitudes que pretende tomar, para a defesa do Judiciário e da própria biografia de cada um na história do país, agora que já são indiscutíveis os prejuízos para todos com um mínimo de caráter, e a sugestão de que justiça eleitoral cumpra seu papel, o que pode repercutir na investigação dos crimes eleitorais do Vergonhoso levando à anulação da eleição e à chamada de novas eleições em algum tempo, em movimento lento mas que me parece já estar concertado com o Legislativo – aguardando apenas o melhor momento para se reposicionarem.

    Cenas de um thriller que envolve corrupção, farisaísmo, tramas do poder e do dinheiro envolvendo o judiciário, a mídia, países estrangeiros, espionagem, parece Hollywood? rs, pode ser o roteiro a ser revelado pelas mensagens: a morte criminosa de um ministro do STF (Teori Zavascki), seguida de manobras na corte para que o herdeiro da supervisão de operação internacional de desestabilização política continental seja alguém sujeito à chantagem (Fachin), cuja relutância em ceder à intimidação coloca sua família em risco e leva a contratar, através do STF, empresa particular de segurança e não encarregar a PF da investigação, o que seria o mais indicado em se tratando de autoridade pública sob tamanha pressão; não se sabe se envolvido ou não no vazamento das mensagens que o liberam da chantagem, inicia sua reconversão ao Estado Democrático de Direito num pronunciamento altamente simbólico no Tribunal Regional Eleitoral do Estado agora identificado com a fraude e o arbítrio. E nesse discurso, apesar de sua retórica pouco grandiloquente, ou até mesmo por isso, dá início à recuperação do papel do Judiciário como guardião da Constituição, e não seu mais seu gigolô, e como numa confissão pública de culpa e arrependimento, ao citar diretamente o papa mais revolucionário da história da igreja católica, nosso hermano argentino Jorge Bergoglio, Papa Francisco I, apresenta os motores de sua reconversão ao caminho da justiça e da verdade.
    Isso pode ser apenas um sonho – se não for confirmado pelos atos e fatos subsequentes – ou uma prova de que a realidade sempre supera a ficção.

    Sampa/SP, 09/07/2019 – 12:05

  5. Mudou de defensor dos direitos civis – ou era fachada? – para um vingador inclemente; agora tenta uma reconversão. Melhor que não mudasse, porque já seriam duas, em curtíssimo espaço de tempo.

    Que nação precisa de um juiz de Suprema Corte tão instável?

  6. Não creio em sua conversão. Mas que ele está acovardado está. Tem medo de ser Lixado pelo povo e isto não vai demorar a acontecer com um bocado de traidores da Pátria.

  7. JUÍZES VIOLENTOS E TORTURADORES NO STF

    Não existem “processos de conversão”, Nassif, existem “discursos de conversão”, meros discursos, falsos, hipócritas. Quem quiser que continue acreditando nesses “discursos de conversão”, mas fariam bem em nos mostrar ATOS consequentes, com EFEITOS REAIS, comprovando os discursos.

    Como já disse, esse senhor Fachin está mantendo encarcerado um idoso de 73 anos, ex-presidente da república, contra todas as evidências e provas. E é preciso que se diga: O SENHOR FACHIN ESTÁ COMETENDO VIOLÊNCIA CONTINUADA CONTRA LUIS INÁCIO. É de violência que se trata, de violência física e psicológia, de tortura, o senhor Fachin é um JUIZ TORTURADOR Da mesma forma, a senhora Carmem Lucia é uma juíza TORTURADORA, VIOLENTA, mantendo o encarceramento de alguém que sabe não deveria estar encarcerado. O senhor Celso de Mello também é um JUIZ TORTURADOR, VIOLENTO, da mesma forma. E o senhor Gilmar Mendes, o garantista de merda, pois garantista seletivo, é outro JUIZ TORTURADOR, VIOLENTO. Isto para falar dos juízes da segunda turma, pois na primeira turma e na presidência também se assentam outros JUÍZES TORTURADORES do mesmo nível ou ainda mais degradados.

    É preciso, urgentemente, que se mude o eixo desta campanha por Lula. É preciso que se diga, aos gritos, ao mundo: PAREM DE SE COMPORTAR COMO LIXO HUMANO, SENHORES JUÍZES TORTURADORES DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL DO BRASIL, PAREM DE VIOLENTAR LUIS INÁCIO LULA DE SILVA, CESSEM DE IMEDIATO A TORTURA SOBRE LULA.

  8. Sua analise nao considera que a “irritacao” de Fachin pode ser causada por alguma coisa que o Intercept ainda nao revelou!

    Eu estou *contando* com ela.

  9. Não tem “mudança de vento”: bater em sindicalista, sem terra, sem teto, favelado SEMPRE foi mais fácil. Por um brevíssimo período pareceu politicamente incorreto. Ja era.

  10. O seu voto de confiança e a sua sempre misericórdia para com os que erram falam mais sobre a natureza de seu caráter do que sobre aqueles a quem você presenteia.
    Que você continue sendo assim e que as pessoas dignas de sua confiança permaneçam dignas ou ao menos, voltem a ser dignas.
    As que nunca foram, continuarão a ser o seu desafio.

  11. vendo para crer…
    quem quer comprar?-
    diz o vendedor de sonhos…
    repito o que disse antes:
    só acredito depois do voto
    dele no lula livre!

  12. Qual destes Juízes-Supremos ” Têm medo de serem empastelados” oucde qq outra coisa ? Eles consideram-se acima do bem e do mal.

  13. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome