O avô João Gilberto pela neta Sofia

Do Facebook de Sofia Gilberto

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Causos do jornalismo: o repórter que assaltou um banco, por Luis Nassif

2 comentários

  1. Gilberto é um gênio. Isso é incontestável.
    Poucos músicos brasileiros conseguiram a proeza de sintetizar em gestos mínimos a complexidade rítmica de certas expressões da música brasileira.
    Ele conseguiu traduzir o ritmo sincopado do samba numa sofisticada batida no violão, que depois ficou conhecida como “bossa nova”. Gonzaga fez isso com a música nordestina, condensada na invenção do trio sanfona-zabumba-triângulo. Moacir Santos o fez de forma magistral com os ritmos do candomblé. Três gênios maiores da nossa tradição musical.
    Do ponto de vista pessoal, contudo, as manias e o perfeccionismo de João Gilberto, que sempre foram tratados em público em tom folclórico ou de galhofa, eram sinais de distúrbios psicológicos, que se agravaram com o tempo e o levaram ao isolamento completo.
    Uma pena. Acontece com os gênios, às vezes.

  2. genio de um país não reconhece
    seus verdadeiros genios….
    um dia teremos na escola uma
    materia intitulada joãogilberto…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome