Recado do Nassif: sobre a imunidade parlamentar de Eduardo Bolsonaro

Eles têm imunidade em relação à parte penal. Não podem ser processados por delitos de opinião. A adaga sobre o pescoço de Eduardo é a cassação por quebra de decoro.

Declarações de parlamentares estão sujeitas a dois tipos de processos: o criminal e o interno, por quebra de decoro.

Eles têm imunidade em relação à parte penal. Não podem ser processados por delitos de opinião. Mas podem ser cassados por quebra de decoro.

A adaga sobre o pescoço de Eduardo é a cassação por quebra de decoro.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  ONU alerta que é função do Brasil proteger embaixada da Venezuela

9 comentários

  1. NO PASSADO RECENTE O PSICOPATA DEU QUASE UMA CENTENA DE MOTIVOS PARA SER CASSADO E O CONGRESSO BOVINAMENTE NÃO O FEZ O RESULTADO AÍ ESTA;UMA MILÍCIA NO PODER EM UMA ELEIÇÃO FRAUDULENTA PROTEGIDO PELA FARDA PESTILENTA.
    SEU FILHO O PSICOPATINHA EUNUCO PRECISA SER CASSADO OU SERÁ UMA AMEAÇA MAIOR QUE O VERME QUE O GEROU.

  2. Nassif,
    Este filhote, o tal de 03, é a demonstração viva do universo esquizofrênico que permeia a família bolsonaro.
    A sociedade brasileira tornou-se o balão de ensaio do experimento “presidente comandado pelos filhos”, onde o pai nunca irá contra a sua prole, faça ela o que quiser. Sem a prole ao seu lado, o manda-chuva não consegue chegar ao banheiro da própria casa, e me parece que não mais pode existir dúvidas quanto a esta notória dependência.
    O tal do “leão” não mede esforços para impulsionar cada um dos três patetas, tendo chegado ao ponto de desejar ter, com o apoio irrestrito deste projeto de chanceler que atende pelo nome de ernesto, este tal de 03 na embaixada em Washington. A bem da verdade, ele não negou que se puder dar filé mignon para alguém, o dará para os seus patetinhas.
    Tal qual o papai, este projeto de gente tem o perfil de frequentador assíduo do botequim lá da esquina, não é possível esperar sensatez de pessoas assim. Ao invés de ficar “assistindo sentados numa cadeira de balanço” todas as impropriedades deste clã inigualável no ambiente político, o pessoal do Congresso, STF e outras instâncias precisa se mexer, mesmo que detestem fazer isto.
    Como é possível permitir promotoras nitidamente bolsonaristas, daquelas que vestem literalmente a camisa do nosso mui querido presidente, atuando no caso Marielle? Só pode acontecer no brasilsil.

  3. Seu raciocínio é perfeitamente racional, plausível juridicamente numa situação normal.
    O problema que nós já vivemos na anormalidade de uma lupuscracia.
    Eduardo Bolsonaro é filho do lobisomem que comanda o Estado.
    Ele tem o privilégio de morder quem ele quiser, quando ele quiser o quanto ele desejar.
    Nenhuma lei natural é capaz de deter os lobisomens e seus filhos.
    As soluções para a crise terão que ser buscadas na literatura fantástica, pois a Constituição é morta.
    E já foi enterrada faz tempo.

  4. Esta briga tem de ser política , na opinião pública, colocar o STF vai ser a desculpa das hienas.
    Ele vai alegar que o AI5 surgiu numa pergunta de um cenário de guerra.
    Eles conseguem que a oposição gaste suas energias combatendo estas barbaridades ditas por eles e a fábrica de barbaridade trabalha em três turnos …

  5. Adaga ?

    Nassif, ali só tem pipoqueiro. O pai deveria ter sido cassado em várias ocasiões, na época seria muito fácil, era só haver uma articulação mínima, cassava o cara e ele estaria inelegível, se cortaria o mal pela raiz.

    Acha que vão cassar agora que eles detêm Poder ?

    Vai sonhando.

  6. Vou sentar e esperar. Como tenho esperado a libertação de Lula.
    Hoje o Brasil 247 publica a noticia de que a ministra das farmacêuticas Carmen Lucia ironizou a morte do neto de Lula num grupo de watsapp do Supremo.
    Com essa indecência e a indignidade das nossas autoridades essa mulher desumana e indecente deve estar comemorando a chegada de um período em que nós, humanistas, seremos presos e torturados.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome