Em defesa de Eduardo Bolsonaro, Itamaraty ataca embaixada da China

Ao contrário de solucionar o conflito criado pelo deputado, o Ministério do governo Bolsonaro saiu em defesa de Eduardo, criticando a embaixada da China

Foto: EVARISTO SÁ/ AFP

Jornal GGN – O Ministério das Relações Exteriores do Brasil criticou a embaixada da China por ter reagido frente aos ataques do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara, ao país.

Em nota, o Itamaraty saiu em defesa de Eduardo Bolsonaro, alegando que “não é apropriado aos agentes diplomáticos” tratarem da “relação Brasil-China através das redes sociais”. Os ataques do filho do presidente ao país, contudo, foram despojados nas redes sociais.

Nesta segunda (23), o deputado disse que o programa Clean Network, apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro, afasta a tecnologia da China e evita suposta “espionagem” do país asiático. Também acusou o Partido Comunista da China, do qual o presidente do país integra, como entidade “agressiva e inimiga da liberdade”.

O episódio gerou reações de parlamentares brasileiros, que viram nos ataques de Eduardo Bolsonaro justificativa para o afastar da Comissão de Relações Exteriores. E a embaixada da China no Brasil reagiu: “Tais declarações infundadas não são condignas com o cargo de presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados”.

As declarações foram feitas por meio de uma nota oficial, que por sua vez foi compartilhada na conta da embaixada da China no Twitter. E Itamaraty criticou o compartilhamento da nota nas redes sociais.

“Não é apropriado aos agentes diplomáticos da República Popular da China no Brasil tratarem dos assuntos da relação Brasil-China através das redes sociais. Os canais diplomáticos estão abertos e devem ser utilizados”, disse a pasta comandada por Ernesto Araújo.

Leia também:  Após contrair Covid-19, Mourão diz que irá se imunizar contra o vírus

E ignorando que os ataques do deputado que preside a Comissão na Câmara foram feitos diretamente na plataforma online, e não por nota oficial, continuou: “O tratamento de temas de interesse comum por parte de agentes diplomáticos da República Popular da China no Brasil através das redes sociais não é construtivo, cria fricções completamente desnecessárias”.

Ao contrário de tentar solucionar o conflito criado pelo parlamentar, o Ministério do governo de Jair Bolsonaro saiu em defesa de Eduardo, criticando a embaixada da China: “O tom e conteúdo ofensivo e desrespeitoso da referida ‘Declaração’ prejudica a imagem da China junto á opinião pública brasileira”.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

8 comentários

  1. Patético.
    Ele reclama de uma reação nas redes sociais de uma acusação leviana feita por um deputado responsável pela comissão de reações exteriores da Câmara feita em rede social.
    Aliás, esse é um governo que se comunica prioritariamente por redes sociais, a começar pelo chefe e também pelo miniministro do Itamarati.
    Agora, quando levam uma paulada por parte do embaixador chinês, saem correndo e reclamando, implorando por uma comunicação formal, que ouve e foi sumariamente ignorada.

    O papel do Araújo é o do criado que sai para defender a criança mimada depois dele ter provocado o grandão. Certamente a pedido do paipai. Mais uma demonstração de servilismo explícito.
    Baba Parvoelo!
    Aliás o Aras disse em parecer a alguns dias que rede social do presidente não configura manifestação oficial, ridículo, por que meio fala esse governo que demitiu sumariamente seu porta voz? O PGR é a sua voz?

    O embaixador chinês deveria enviar cópia de sua reclamação tanto oficial quanto nas redes para o presidente da Câmara, solicitando uma manifestação da casa.

    14
  2. Temos de admitir que este desgoverno é muito coerente em se tratando de economia.
    Para quem vende empresas estatais que dão lucro,nada mais lógico do que se desfazer do seu principal parceiro comercial.

    14
  3. Segundo o pseudo Ministério das Relações Exteriores do Brasil, o fato da China rebater insanidades do filhote zero qq coisa, “cria fricções completamente desnecessárias”.
    O desministetio quer resolver? Fala pro debil mental do zero qq coisa calar a merda da boca.

    11
  4. Não adianta, este ernesto é a forma acabada da imbecilidade.
    Caso a China venha a retaliar o patropi, eduardo do hamburger e o tonto “pária” ernesto receberão uma salva de palmas de todos os bolsominions por mais um prejuízo, mais um gol contra deste desgoverno repleto de imbecis.

  5. O Brasil vende soja, mineiro de ferro e petróleo pra China. Para a China trocar de parceiros comerciais é um pulo, deixando um rombo na nossa balança comercial. Só comprar petróleo do Iran, minério da Austrália e soja da Argentina e cultivar em médio prazo na África. Tínhamos era que calar a boca do imbecil. Infelizmente precisamos sofrer pra aprender a não colocar Idiotas no poder, Bolsonaro e sua corja fazem parecer Collor e Sarney lordes ingleses.

  6. Nassif: você há de concordar, os VerdeSauvas até que estão mais civilizados. Estivéssemos em 1964 eles mandariam prender o embaixador, como fizeram com os representantes chinas que vieram para uma feira, e, provalvelmente, lhes dariam acomodações do Rua Tutóia ou naquele PalaceteDosHorrores, de Petrópolis. E agora, sem o Dr. Sobral, eles só se safariam no dia 40 e fevereiro. Essa declaração do doidivana do ViceÍndio é refresco. Também essa nota do Itamarati, dizem, foi redigida a mando de Cavalão, que não se conforma com a derrota do seu Patrão, o gringo dono do Quintal onde moramos. E agora que os AzulTanajuras têm um tecoteco supersônico são bem capaz de juntarem alguns CisnesCinza aloprados e declararem guerra aos asiáticos. No arsenal há uns tanquinhos enferrujados que os gringos mandaram pra abastecer as casernas. Tão falando (na OrdemDoDia) que as tropas dos zoinhos rasgados tão se cagando de medo… É isso ai. Quem tem baioneta afiada e bala na agulha pode falar grosso que quem bem entender. Pelos menos em Pindorama.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome