Primeiro-ministro britânico foi avisado previamente sobre detenção de brasileiro

Jornal GGN – O primeiro-ministro britânico David Cameron havia sido previamente alertado pela Scotland Yard a respeito da detenção do brasileiro David Miranda, parceiro do jornalista Glenn Greenwald, do jornal The Guardian, que revelou, por meio do ex-agente Edward Snowden, o programa de espionagem internacional comandado pelos EUA (Estados Unidos). O conhecimento do primeiro-ministro sobre o caso foi confirmado pela secretária do Interior, Theresa May, em entrevistas recentes.

Assim que a detenção do brasileiro no aeroporto de Heathrow, durante conexão entre Berlim e Rio de Janeiro, ganhou as manchetes internacionais, o gabinete do primeiro-ministro se apressou em responder que não sabia da detenção e que a iniciativa partiu unicamente da polícia britânica. O advogado de Miranda, Gwendolen Morgan, que anunciou que o brasileiro vai processar o governo pela detenção, nega o fato – agora confirmado por autoridades do próprio governo.

Além de Cameron, autoridades dos EUA também sabiam dos planos de detenção do brasileiro. O governo britânico estava acompanhando os passos de Miranda e já planejava detê-lo e interrogá-lo assim que chegasse em solo britânico. O jornal The Independent revelou ainda, em reportagem publicada nesta quarta-feira (21), que a operação que deteve e interrogou o namorado de Greenwald por nove horas contou com a participação de seis pessoas, além de agentes do MI6 – a agência de inteligência britânica.

David Cameron também foi informado, com antecedência, a respeito da invasão da redação do jornal The Guardian por agentes britânicos. No começo da semana, os jornalistas foram confrontados e intimidados a entregar todo o material disponibilizado por Edward Snowden, sob ameaça de que os discos rígidos e computadores seriam destruídos. Mesmo informados pelos editores que o jornal tinha cópias das informações fora da Inglaterra, os agentes executaram as ordens e destruíram os equipamentos.

Com informações do The Independent

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome